Menu
Busca domingo, 19 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
TECNOLOGIA

Em MS, centros de inclusão digital abrem ‘janelas para o mundo’

22 julho 2019 - 16h05Por Da Redação

Acreditando que todos merecem ter oportunidades e que a tecnologia é um dos caminhos para ajudar o cidadão a conquistar o seu espaço, com estudos e principalmente interação com o mundo através da internet, o Governo Federal, juntamente com o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO) executam um projeto que chega com o propósito de transformar vidas, no lugares mais distantes.

Assim, foi instalado para os produtores do Assentamento Teijin, em Nova Andradina, um centro de informática, com equipamentos modernos e internet que deve chegar nas próximas semanas a 10 gigas, conhecido como centro de inclusão digital.

Para isso, foi necessário aliar o trabalho da equipe da Semagro na busca pelos recursos através de convênios do Governo Federal, a vontade dos assentados –  representada pelo incansável Edson Tolotti Machado. Contando sempre com o auxílio das autoridades locais, através da prefeitura de Nova Andradina, os vereadores daquele município e diversas outras lideranças – que tinham a mesma expectativa com relação ao que se pode fazer ao conectar um grupo que mora a uma certa distancia dos grandes centros, ou mesmo de um município onde os recursos são menos escassos – a ideia se concretizou. Nesse espirito, foi inaugurado na última sexta-feira a sala de informática, que levou o nome do seu Edson, na oportunidade foi representado por sua filha Nayelle.

Seu Edson infelizmente faleceu antes de ver o projeto em funcionamento, contudo, sua audácia, sua visão, abriu para seus parceiros de assentamento, uma nova perspectiva.

Para a Juliana de Freitas, técnica agropecuária, mãe de uma menina de pouco mais de 3 anos, a sala representa, conforme sua própria definição uma ‘grande janela’, que, ao ser aberta todos os dias, pode levar seus colegas de assentamento a adquirir conhecimento sobre qualquer tema e ‘ logo de cara’ melhorar qualidade de vida de todos.

Pensando na agenda de palestras, treinamentos e cursos naquela sala, o Superintendente da Semagro, Rogério Beretta – com a experiência no setor produtivo e em especial do comando do Senar/MS – falou da ‘janela para o mundo’, expressão que em rápidas palavras definiu o que se fez para o Assentamento Teijin com a instalação da sala. “Está identificado na nossa superintendência como uma das principais políticas públicas que o Governo trabalha, a comunicação na Zona Rural. Na contramão do que muito se fala de compras governamentais, nossa equipe conseguiu fazer grande economia na hora da aquisição, sem deixar de lado a preocupação com a qualidade dos equipamentos e, ao final deste convenio, terão sido instaladas duas salas a mais do que o previsto inicialmente”. Comemorou, enaltecendo o trabalho de Valdecir Alves e a equipe que cuidaram para que tudo fosse feito da melhor forma concretizando o termo de cessão de uso através da Cooperativa de prestação de serviço e reforma agraria do Vale do Ivinhema, o COPAV.

O superintendente falou ainda sobre a abertura de novos horizontes, a importância dos estudos, cursos técnicos e até da faculdade, que se pode fazer a distância hoje em dia. “Nesse centro as pessoas poderão ter acesso a serviços do Governo, como emissão de guias de transito animal e notas, o que evitará que o produtor tenha que se deslocar para fazer isso na cidade”. Exemplificou, lembrando ainda do entretenimento, e da importância de que a comunidade utilize a sala com responsabilidade, ao passo que são equipamentos tecnológicos e que exigem um cuidado especial com seu manuseio, dado o nível de fragilidade.

“Esperamos retornar a essa comunidade para ouvir os relatos sobre os avanços conquistados através da ‘janela para o mundo’ que se abriu neste momento”. Destacou Beretta que finalizou falando da importância de se fortalecer a associação e o trabalho através do cooperativismo. “Os Governos têm muito mais facilidade de atender as comunidades se elas estiverem organizadas em grupos, seja associação ou cooperativa. Podemos acertar muito mais no atendimento das demandas quando entendemos elas olhando para o grupo e não para cada família individualmente. ”

TECSOCIAL

Através do projeto ‘Tecnologias sociais para o desenvolvimento de territórios da cidadania MS, o TECSOCIAL, com dez computadores, dez mesas, 10 cadeiras, uma impressora, uma TV 43’, um armário, um Datashow e um ar condicionado 18 mil btu’s.

PRÉDIO DA AGRAER

Na oportunidade, Beretta anunciou o compromisso da Reforma do prédio da Agraer, que já está acertada entre o Prefeito e o Governador Reinaldo Azambuja e deve ter inicio em breve.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Polícia paraguaia destrói plantação de maconha avaliada em US$ 990 mil
BRASIL
Após chuvas, Espírito Santo tem 229 pessoas desalojadas e 6 mortos
VIOLÊNCIA
Homem é executado com 11 tiros na Capital
POLÍCIA
Funcionária de supermercado tem celular furtado enquanto trabalhava
DEODÁPOLIS
Pecuarista é multado por degradações ambientais em áreas protegidas
PONTA PORÃ
Caminhonetes são encontradas incendiadas no lado brasileiro da Fronteira
ECONOMIA
Brasil assina acordo de cooperação agrícola com a Alemanha
DOURADOS
Concursados da PM, Bombeiros e GM se unem para cobrar convocação
FRONTEIRA
Polícia de MS alia forças ao Paraguai para captura de foragidos de presídio em Pedro Juan
DOURADOS
Casal têm celulares roubados durante caminhada no Jardim Progresso

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados
DOURADOS
Mulher é trancada no banheiro durante assalto no BNH 3º Plano
GUARDA
Traficante que queria ganhar R$ 12 mil vendendo drogas é presa em Dourados