Menu
Busca domingo, 17 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Dólar fecha em queda, com mercado de olho em Grécia

23 junho 2015 - 18h15

G1

O dólar fechou em queda em relação ao real nesta terça-feira (23), após passar quase toda a sessão em alta, acompanhando a valorização da moeda norte-americana nos mercados internacionais diante do avanço dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos e após recuar firmemente nas últimas semanas.

A moeda norte-americana caiu 0,12%, a R$ 3,0779 na venda.

Em junho, o dólar acumula queda de 3,43%. No ano, há valorização de 15,77%.

A alta perdeu força após investidores enxergarem sinais de exagero na valorização da moeda norte-americana e ressaltando o otimismo sobre a possibilidade de um acordo que resolva a crise da dívida da Grécia.

"O mercado forçou um pouco, exagerou na primeira metade do dia. Agora, o Fed preocupa, mas no curto prazo o foco é a Grécia", disse à Reuters o operador de um banco internacional.

A Grécia deu um passo para evitar o calote nesta segunda-feira (22), quando apresentou novas propostas de reforma que os líderes da zona do euro receberam cautelosamente bem como uma possível base para um acordo nos próximos dias.


"O mercado (de câmbio) deixou um pouco de lado a questão da Grécia depois do bom humor de ontem e voltou a se focar no Fed", disse pela manhã à Reuters o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno, referindo-se ao Federal Reserve, banco central norte-americano.

Juros mais altos na maior economia do mundo poderiam atrair para os EUA recursos atualmente aplicados em países como o Brasil. Nesse contexto, o avanço dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos contribuía para o avanço global do dólar.

De maneira geral, analistas esperam que o aperto monetário nos EUA tenha início em setembro. Nesta manhã, o diretor do Fed Jerome Powell afirmou que a economia norte-americana pode estar pronta para uma elevação de juros em setembro e uma segunda em dezembro.

Sem previsão de queda

Olhando à frente, analistas veem pouco espaço para quedas expressivas do dólar ante o real. O Bank of America Merrill Lynch recomendou nesta terça-feira que investidores comprem dólares quando a divisa recuar abaixo de R$ 3,05 na venda, aproveitando a perspectiva de que o Banco Central brasileiro continue reduzindo sua intervenção no câmbio.

"Esperamos que o BC continue reduzindo seus leilões diários, particularmente se a taxa de câmbio permanecer abaixo de R$ 3,20", escreveu a equipe de estratégia do banco em nota a clientes, segundo a Reuters.

Analistas avaliam que o BC pode estar disposto a tolerar um dólar mais valorizado para incentivar a atividade em um momento em que eleva os juros, estimulando entradas de recursos externos.

Nesta manhã, o BC deu continuidade ao seu programa de interferência no câmbio e vendeu a oferta total no leilão de rolagem de swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares. Com isso, repôs o equivalente a US$ 4,951 bilhões ao todo, ou por volta de 57% do lote total, que corresponde a US$ 8,742 bilhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Ao menos 14 órgãos abrem inscrições para preencher quase mil vagas
EMPRÉSTIMO
Sem regra rígida para consignado, bancos mantêm assédio a idosos
CAMPO GRANDE
Advogado é preso por intimidar policiais durante fiscalização
POLÍCIA
Para defender a mãe de agressão, adolescente mata padrasto a tiros
CONCURSO
IFMS encerra inscrições para seleção de professores substitutos
TRÊS LAGOAS
Mulher morre ao dar entrada em hospital com dengue dos tipos B e C
BRASIL
MEC quer saber quantas adolescentes em idade escolar engravidaram
CAMPO GRANDE
Policial municipal embriagado é preso após atirar em frente conveniência
SHOWBIZZ
Debora Nascimento e José Loreto se separam após 6 anos
PROBLEMAS FINANCEIRO
Endividado, Emerson Fittipaldi tem contas bloqueadas por Justiça

Mais Lidas

TRÂNSITO
Vídeo mostra acidente que matou duas pessoas em Dourados
TRÂNSITO QUE MATA
Dois morrem em colisão frontal em Dourados
DOURADOS
Jovem morre após troca de tiros com a polícia no Água Boa
JARDIM COLIBRI
Homem é executado na frente da mulher em Dourados