Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905
TJMS

Divulgado gabarito provisório do VIII Concurso de Servidores do TJMS

30 outubro 2017 - 19h05Por Da Redação

Já está disponível no site da PUC-PR o gabarito provisório do VIII Concurso Público de Provas para a Estrutura Funcional do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul. As provas foram realizadas ontem (29) nas universidades Uniderp e UCDB para os cargos de Analista Judiciário/área meio (Curso Superior Completo) e Técnico de Nível Superior, no período da manhã, e Analista Judiciário – área fim (Bacharel em Direito) no período da tarde. O índice de abstenção registrado foi de 19% de manhã e 20% à tarde. A aplicação do concurso foi acompanhada pelo diretor-geral do Tribunal de Justiça, Marcelo Vendas Righetti, e pelo diretor da Secretaria de Gestão de Pessoal do TJ, Raphael Vicente Bilinski.

Será admitido recurso interposto em razão da publicação do gabarito oficial provisório no prazo de 2 dias úteis a contar da publicação, tendo como termo inicial o primeiro dia útil subsequente à data do evento a que se refere o recurso. Admite-se um único recurso, devidamente fundamentado, sendo desconsiderado novo recurso de igual teor e considerado apenas o primeiro recurso enviado. As razões recursais devem ser claras, consistentes e objetivas, observando o limite máximo de 2.500 caracteres. Não serão objeto de apreciação os caracteres que excederem este limite, nem qualquer anexo do recurso.

Os recursos do Concurso deverão ser interpostos por meio do endereço eletrônico www.pucpr.br/concursos, link Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, menu Recursos, seguindo as orientações contidas no referido site. Mais informações sobre a interposição de recursos estão discriminadas no edital de abertura do certame.

Saiba mais – O certame visa formar cadastro de reserva para futuro e eventual provimento na estrutura funcional do  Judiciário de MS, no curso do prazo de validade do Concurso, à medida do interesse e conveniência da Administração. O cadastro de reserva será formado para os cargos de Analista Judiciário – Bacharel em Direito, Analista Judiciário – Curso Superior Completo, e Técnico de Nível Superior, nas seguintes especialidades: Engenheiro Civil, Contabilidade, Jornalista, Serviço Social, Analista de Governança, Biblioteconomia, Psicologia, Analista de Suporte de TI, Odontologia, Analista de Sistemas, Analista de Infraestrutura de Rede, Arquiteto, Analista de Banco de Dados, Engenheiro Eletricista, Analista de Segurança de TI, Web Designer, Estatística e Psiquiatria.

De acordo com levantamento da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR, 22.814 candidatos se inscreveram para os 20 cargos oferecidos no certame. Os cargos com o maior número de inscritos foram os de Analista Judiciário – Bacharel em Direito, com 10.679 inscrições, e Analista Judiciário – Curso Superior Completo, com 4.837.

Para o cargo de Analista Judiciário – Bacharel em Direito, o caderno de provas consistiu de 60 questões objetivas. Para os demais cargos, foram 20 questões de  Conhecimentos Gerais e 20 de Conhecimentos Específicos.

A prova objetiva é de caráter eliminatório e classificatório. Serão considerados aprovados na prova objetiva os candidatos que obtiverem o mínimo de 50% de aproveitamento do total de pontos nas questões de Conhecimentos Específicos e, no mínimo, 50% de aproveitamento no total de pontos da prova objetiva, além de outros casos previstos no Edital. O resultado final do Concurso será homologado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e publicado no Diário da Justiça.

Os candidatos aprovados formarão cadastro reserva, para efeitos de futura e eventual nomeação, considerando o quantitativo-limite de classificados, nos termos do que estabelece o Anexo I do Edital de Abertura. A classificação final dos candidatos aprovados terá por base o total de pontos obtidos na prova objetiva.

O concurso tem validade de 2 anos, a contar da data da publicação oficial da homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.

As vagas surgidas, no curso de validade do concurso, em decorrência do desligamento do titular do Quadro de Pessoal do Poder Judiciário por motivo de aposentadoria, exoneração e óbito, demissão ou remoção, serão providas por servidor do quadro de pessoal do Poder Judiciário, por meio de remoção, na forma da Norma Estatutária; e por candidatos habilitados neste Concurso.

As informações sobre atribuições do cargo e remuneração, conteúdo programático, recursos, homologação, nomeação e disposições gerais estão todos contidos no Edital de abertura do concurso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher