Menu
Busca Segunda, 11 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
DEBATE

Diálogos de Inovação reúne empresários e professores para repensar modelo de educação

07 Novembro 2017 - 19h20Por Da Redação

Como a tecnologia pode impactar a educação? Com essa reflexão, empresários e professores deixaram o 5º encontro do projeto “Diálogos de Inovação”, realizado pela Fiems e Senai na manhã desta terça-feira (07/11), no campus da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), em Campo Grande. Ao falar sobre as mudanças no modelo educacional vigente, a palestrante Cristiana Mattos Assumpção, que é doutora em Engenharia Pedagógica pela Universidade de Columbia, demonstrou como uma boa educação de base, que coloque os jovens em contato com ferramentas inovadoras desde cedo, pode gerar um País e uma indústria mais competitiva.
 
“É o conhecimento que vai determinar o sucesso de um profissional, de uma empresa, de um setor da economia ou de um país inteiro. E o maior centro de distribuição de conhecimento continua nas escolas – ainda que elas estejam em transformação e não se pareçam mais com as antigas salas de aula previsíveis do século passado. Hoje, uma boa instituição de ensino coloca os jovens em contato com a tecnologia desde cedo e contribui com a formação de adultos mais conectados à inovação e para que eles adquiram novas competências”, afirmou a palestrante.
 
Para a especialista em Educação, o aprender e ensinar ganha uma cara nova, e a internet e ferramentas como o WhatsApp precisam ser encaradas como aliadas no processo. “O importante é haver um equilíbrio, porque a sociedade está mudando, os negócios estão mudando, e o aluno chega diferente ao ensino básico, não sabe o que é o mundo sem celular. Por isso, a escola precisa repensar isso, como a tecnologia influencia esse aluno lá na frente, no mercado de trabalho”, acrescentou.
 
O diretor da Fiems, Nilvo Della Senta, que também é vice-presidente do Simemae/MS (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Mato Grosso do Sul), avalia que a escolha do tema foi acertada porque impacta diretamente no dia a dia do empresário. “Passamos por um momento de transformações, no qual um modo de ganhar produtividade é automatizar a produção. Mas a operação de máquinas modernas requer pessoal qualificado, capaz de opera-lo, e formar um bom profissional vem lá de trás, da educação de base”, analisou o empresário, que representou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.
 
Para o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, o quinto encontro do “Diálogos” cumpriu o objetivo de trazer a discussão da Educação à tona. “Tivemos um resultado bastante satisfatório e conseguimos promover a discussão das mudanças na educação de base e como elas impactam a educação profissional, especialmente porque estávamos diante de doutores no assunto, como a Cristiana, que veio participar do nosso evento, bem como aqui da UCDB e, ainda, empresários”, considerou.
 
A gerente de educação do Senai, Dagmar Viana de Queiroz, afirmou que a instituição atua para, constantemente, oferecer conteúdos voltados para a nova indústria. “A metodologia de 2018 com certeza já não é a mesma que planejamos para 2017, por exemplo. A educação profissional precisa seguir as inovações tecnológicas e o mapa do emprego industrial. Para isso, acompanhamos as mudanças da indústria, como inteligência artificial, big data, nanotecnologia, indústria aditiva e realidade aumentada”, elencou.
 
Anfitrião do 5º encontro do evento, o reitor da UCDB, padre Ricardo Carlos, apontou como desafio, mas ao mesmo tempo uma necessidade, estar aberto a mudanças e se habituar a uma aprendizagem multidisciplinar contínua. “É muito importante ter uma visão ampla e é justamente neste ponto que se trabalha hoje em dia, fazendo o dever de casa e alinhando o modelo educacional a um verdadeiro projeto de desenvolvimento”, disse.
 
Repercussão
 
Presente ao evento Patrícia Gualberto, que atua na área de recursos humanos, considerou que o a discussão foi importante para demonstrar que o uso de tecnologias como o WhatsApp e Facebook pode ser benéfico no ambiente de trabalho. "Achei interessante porque é um tema atual. É uma dificuldade que a gente tem em alinhar o comportamento das pessoas, sem ser uma coisa abusiva, mas também uma coisa mais avançada, usando a tecnologia a nosso favor”, opinou.
 
Para o executivo do Banco Safra, Jean Jorge da Silva Araújo, hoje é um desafio integrar a tecnologia na educação. “É algo que faz toda a diferença na nossa atuação comercial e trabalho do dia-a-dia com empresários, e percebemos muito essa necessidade dentro das empresas e indústrias. Conversar sobre isso e debater o assunto com certeza vai trazer frutos positivos para o desenvolvimento econômico do Estado”, acrescentou.
 
Formato
 
Com um formato inovador, a ideia do “Diálogos de Inovação” é reunir representantes da indústria do Estado e especialistas de renome nacional em oito encontros para discutir inovações e tecnologias para desenvolver e elevar a indústria sul-mato-grossense à vanguarda do setor. Já foram abordados os temas “PPPs (Parcerias Público-Privadas)”, “Cidades Inteligentes”, “Internet das Coisas”, “Nanotecnologia” e, hoje, “Educação”, sendo que os próximos temas serão “Comportamento Coletivo” e “Desenvolvimento Local e as Indústrias”.
 
Para encerrar a série de encontros, o evento “Webinar”, no auditório do Edifício Casa da Indústria, contará com a participação online de todos os sete palestrantes e terá a intermediação do apresentador da Globo News e Canal Futura, Ronaldo Lemos, quando será apresentado o painel “MS - Indústria para o futuro” e todos os participantes poderão dar sua contribuição final. Após os encontros, será apresentado o painel “MS - Indústria para o Futuro”.
 
A cada encontro, 20 empresários do Estado serão selecionados para discutir presencialmente um tema específico com o palestrante convidado (e serão orientados a baixar um aplicativo do evento para, enquanto assistem à apresentação, possam acompanhar outras informações e fazer perguntas), enquanto as demais pessoas interessadas podem interagir online.
 
Todos os eventos serão transmitidos gratuitamente via Youtube e outras redes sociais da Fiems e Senai, sendo abertos à população em geral com a possibilidade de interação, enquanto as palestras serão realizadas em oito diferentes locais, sempre relacionados ao tema exposto. Responsável pela concepção e organização do evento, o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, falou sobre o conceito inovador do evento em si.
 
“Trouxemos um ambiente para favorecer essa discussão e, por meio dela, trazer para o nosso Estado a cultura da inovação”, disse Jesner Escandolhero. “O Senai no seu dia a dia já atua com tecnologia e inovação e, por meio do contato com as indústrias e seus diversos segmentos, percebemos alguns gargalos e temas ainda muito mistificados e que, apesar de estarem presentes, ainda representam algumas barreiras que precisam ser discutidas”, acrescentou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSEGUIÇÃO
Motorista foge e abandona carro com 1t de maconha em MS
REAJUSTE
Petrobras elevará preços do diesel em 1,8% e da gasolina em 1,4% amanhã
DOURADOS
Agricultura familiar cresce e se consolida com atuação da Prefeitura
ESPORTE
Definidos os campeões da última etapa do estadual de beach tennis
CINEMA
Cultura reabre edital que destina R$ 300 mil para a produção de filmes
DOURADOS
Servidores não descartam greve no Hospital da Vida
FUTEBOL
PSG x Real, Chelsea x Barça: confira o sorteio das oitavas da Champions
IVINHEMA
Braço de motociclista vai parar no banco de veículo após colisão
EDUCAÇÃO
Unigran sela parceria com Google e aprimora ferramentas pedagógicas
AMPLIAÇÃO
Presídio de Ponta Porã ganha 144 novas vagas nesta segunda-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem encontrado no Potreirito foi morto com dois tiros
POLÍCIA
Ciclista morre após acidente no João Paulo II
DOURADOS
Assaltante “homem de ferro” foge após crime próximo a boate
POLÍCIA
Identificado morto na Linha do Potreirito
Identificado morto na Linha do Potreirito