Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
POLÊMICA

Deputados repudiam imagens de exposição no Marco em Campo Grande

14 setembro 2017 - 15h20

Deputados estaduais repudiaram, durante a sessão plenária desta quinta-feira (14), imagens da exposição Cadafalso, que apresenta telas produzidas por Alessandra Cunha (Uberlândia- MG) e está aberta à visitação até dia 17 de setembro no Museu de Arte Contemporânea (Marco) – unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

Paulo Siufi (PMDB) disse que as imagens estimulam a pornografia. "Justamente em um momento tão conturbado, em que vemos tantas crianças com 11 anos sendo mães, temos essas imagens, de mentes poluídas. Uma verdadeira 'porcariada'", disparou o parlamentar. Ele foi à tribuna da Casa de Leis e criticou a utilização de recursos públicos para viabilizar as exposições.

"Irei ao Ministério Público Estadual e também quero saber quem colocou aquelas obras lá", reiterou.

Lídio Lopes (PEN) afirmou que as imagens constrangem crianças, mesmo com o aviso de que são recomendadas aos maiores de 12 anos. "Tem que mandar arrancar aquilo de lá. Prezamos a defesa dos bons costumes", disse. Mara Caseiro (PSDB) ponderou que as mostras deveriam estar em outros locais. "Cada um tem suas opções e estamos em um país democrático, mas é estarrecedor que imagens como essas estejam no Marco, um espaço público visitado pelos estudantes", analisou.

Maurício Picarelli (PSDB) cobrou informações da Fundação de Cultura. "Para aquilo estar lá é porque alguém viu e gostou. É um absurdo apenas normal em mentes pornográficas e nos surpreende que ninguém tenha visto isso antes", disse. "Lamento profundamente que tenha sido autorizada essa exposição que ofende a família brasileira e agride as nossas crianças", afirmou Coronel David (PSC), autor da Lei 5.038/2017, que dispõe sobre o Cadastro Estadual de Pedófilos em Mato Grosso do Sul. "Entendo que há certos tipos de manifestações artísticas, mas temos nas imagens cenas explícitas sexuais e não podemos admitir isso em um ambiente onde vão nossas crianças", enfatizou Antonieta Amorim (PMDB).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Motociclista morre após ser atingido por carro e arremessado contra muro
ÓLEO
Senadores pedem declaração de emergência ambiental no Nordeste
AMAMBAI
Homem é suspeito de esfaquear a filha após ser denunciado por estuprá-la
PRAZO
Submissão de trabalhos para Jornada de Linguística vai até o dia 30
NOVA ALVORADA
Pastor evangélico é esfaqueado dentro de igreja após culto
EDUCAÇÃO
Enem para privados de liberdade registra mais de 40 mil inscritos
JUSTIÇA
Comparsa de homicídio de adolescente vai a júri nesta quarta-feira
SEU BOLSO
Aneel sobe tarifa da bandeira vermelha e reduz da amarela em Novembro
COXIM
Mãe é presa após estrangular filho de 3 anos com fio de energia
EMPREGO
Marinha abre inscrições para profissionais com ensino superior completo

Mais Lidas

HAYEL BON FAKER
Homens são presos fazendo sexo em via pública em Dourados
DOURADOS
Três são presos após ‘batida’ em ‘boca de fumo’ no Jardim Pantanal
DOURADOS
“Se não pagar vocês não vão dormir, não vão ter paz”, ameaçou professora indígena presa por extorsão
DOURADOS
Suspeito de extorsão em área de conflito, policial é levado ao Presídio Militar da capital