Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221
ASSEMBLEIA

Deputados aprovam tombamento de monumento Cavaleiro Guaicuru

06 setembro 2017 - 18h20

Cinco proposições foram analisadas e aprovadas por unanimidade durante a Ordem do Dia desta quarta-feira (6), na Assembleia Legislativa. Dois em discussão única com pareceres favoráveis da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e outros três em primeira discussão, que agora seguem para análise das comissões de mérito.

Em discussão única aprovou-se o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 07/2017, de Antonieta Amorim (PMDB), que dispõe sobre o tombamento do monumento Cavaleiro Guaicuru, instalado no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. A estátua é obra de ferro, resina e pó de mármore, de quatro metros de altura, esculpida pelo artista Anor Mendes, em homenagem aos índios guerreiros da etnia Guaicurus.

Com a aprovação, se promulgado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), a instrução processual e a montagem do processo de tombamento ou de registro ficará a cargo da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e ficará proibido, sob pena de multa, causar danos, demolição, destruição ou mutilação, pintura, reparação, reforma, ampliação, modificação e qualquer obra necessária à conservação do monumento, sem prévia autorização do órgão estadual responsável pela guarda do patrimônio histórico do Estado.

Outro Projeto de Decreto Legislativo aprovado e que seguirá para promulgação é o PDL 08/2017, do Poder Executivo, que indica o nome de Clistiano Fernandes Alves para exercer a função de membro efetivo do Fórum Deliberativo do MS-Indústria, de 2017-2018, em substituição a Paulo César Vilela Gaudioso.

Primeira votação

Em primeira discussão, com pareceres favoráveis da CCJR, aprovou-se: o Projeto de Lei (PL) 139/2017, de Renato Câmara (PMDB), que inclui no Calendário Oficial de Eventos a Feira de Sementes Nativas e Crioulas realizada em Juti; PL 169/2017, do Professor Rinaldo (PSDB), que também inclui no Calendário, o Dia do Voluntário no Corpo de Bombeiros Militar; e o PL 43/2017, do Dr. Paulo Siufi (PMDB), que proíbe a utilização de cerol, da linha chilena (linha com mistura de vidro moído e pó de quartzo) ou outro material cortante nas linhas de pipas em Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Mulher morre dois dias após ser atropelada em avenida
DOURADOS
Homem derruba mulher para roubar moto na Vila Rosa
BRASIL
Aprovada lei que fixa prazo para notificar violência contra mulher
POLÍTICA
Criação da Frente Parlamentar de Recursos Hídricos é proposta em MS
TELEVISÃO
'BBB19' Alan é o novo Líder e Rodrigo vai incluir brother no paredão
DOURADOS
Dupla armada rende dono de lanchonete e funcionário e leva moto do local
HU
Dengue hemorrágica causa morte de menino de 11 anos em Dourados
CARNAVAL
Post de Bolsonaro com conteúdo pornográfico "some" de rede social
EDUCAÇÃO
Compromissada com a excelência do ensino, Unigran realiza ADI 2019
TRÁFICO
Jovem é preso em ônibus com maconha que levada para Goiás

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura