Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
SEDHAST

Demandas da assistência social no Centro-Oeste são abordadas em encontro na Capital

23 outubro 2019 - 12h35Por Da Redação

A Capital de Mato Grosso do Sul sediou nesta terça-feira (22.10), o primeiro encontro regional dos secretários estaduais de assistência social, via Fórum Nacional de Secretários (as) de Estado da Assistência Social (Fonseas). Representantes de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul discutiram a política sob o tema “Integração Regional, Inovação e Aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social”.

A anfitriã, titular da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) e também presidente do Fonseas, Elisa Cleia Nobre, abriu o evento. “Sem dúvida é uma grande oportunidade que temos de discutir ideias e de ainda trocarmos boas práticas para nossas ações locais diárias”, destacou desejando as boas vindas aos representantes dos estados.

No evento, que aconteceu nas dependências da Sedhast, a titular da pasta da assistência social no estado de Mato Grosso, Rosamaria Carvalho, enalteceu a realização do evento e sua importância diante do contexto. “A importância desse encontro se dá pelo motivo que aqui discutimos nossa região Centro-Oeste, onde temos praticamente os mesmos problemas, as mesmas dificuldades. Isso fortalece nossa região, e também nossa força junto ao Fonseas nacional. Essas trocas de práticas nos fortalecem. Você aprende e você ensina”.

A titular de Mato Grosso ainda pontuou as dificuldades atuais. “O contingenciamento [governo federal] nos deixa sem pernas para caminhar nas políticas que nós temos que colocar a campo. Dentro dessas políticas também enfrentamos um grande desafio que é a migração. Não existe nenhuma política pública nacional a esse respeito e a situação cresce de tal forma que não temos condições de abraçar. O contexto financeiro está complicado num país como todo, e isso dificulta demais”, registrou.

Da Secretaria de Desenvolvimento Social de Goiás, a superintendente de desenvolvimento e inclusão, Luísa Rodrigues, também comentou da grande relevância do encontro. “Eu vejo essa reunião com grande importância, devido as regionais que cada uma tem sua peculiaridade. Aos nos reunirmos conseguimos diferenciar o cenário de cada região. Em Goiás estamos fortalecendo os programas e traçando um planejamento estratégico para 2020, com capacitação aos 246 municípios”.

A superintendente ainda disse que aproveitará sua vinda ao Mato Grosso do Sul para conhecimento local. “Quero aproveitar minha vinda aqui para conhecer as experiências de MS, por ser um estado de vanguarda na política de assistência social e levando o que for incorporado aqui, as ações de sucesso, para o estado de Goiás”, disse.

Ainda na abertura do evento a professora doutora, Luciane Pinho, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), ministrou palestra englobando as principais temáticas e panorama da área da assistência social como pano de fundo para as discussões encabeçadas pelos representantes dos estados.

No período da tarde as discussões se encaminharam na Escola do SUAS MS “Mariluce Bittar”, com a apresentação de práticas de inovação e gestão nos estados participantes, bem como as oportunidades de integração regional, estratégias de governança e novos investimentos.

Além da rica troca de boas práticas, o encontro resultou ainda em encaminhamentos oficiais, como por exemplo, a busca de ações diretas com o legislativo em âmbitos municipais, estadual e federal, gerando o fortalecimento das frentes parlamentares que atuam diretamente em defesa da assistência social. A pauta migrantes, e o fluxo de atendimento dentro do Sistema Único de Assistência Social, também foi encaminhada, bem como as questões relacionadas ao orçamento federal.

No período vespertino o evento também contou com a participação do deputado estadual Lídio Lopes; da vereadora enfermeira Cida Amaral, ambos integrantes de frentes da assistência social em suas casas legislativas; Rosane Mosselin, representando o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas); Sérgio Wanderly, do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de MS (Coegemas) e de Salette Marinho de Sá, superintendente da Sedhast e na oportunidade representando o Conselho Estadual de Assitência Social (Ceas/MS).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Testemunhas escutam tiros e encontram homem executado na fronteira
IMORTAL
Sul-maro-grossense é indicado para Academia Brasileira de Educação Física
BODOQUENA
Homem é preso acusado de estuprar a filha da enteada
CESSÃO ONEROSA
Municípios vão receber dinheiro do leilão do pré-sal até 27 de dezembro
CAPITAL
Responsável por atropelamento com morte se apresenta e fica livre
UEMS
Inscrições ao Mestrado Acadêmico em Letras terminam na próxima semana
CAPITAL
Mulher joga copo de vidro na testa de ex-marido após crise de ciúmes
PROTESTOS
fronteira do Brasil com Bolívia em Corumbá é reaberta após 21 dias
AQUIDAUANA
Pai denuncia escola após filho ser impedido de usar banheiro e defecar na roupa
JUSTIÇA
Concessionária deve indenizar cliente por emplacamento incorreto

Mais Lidas

DOURADOS
Encontrado morto na PED dividia cela com 18 internos em ala comandada por facção
TRÂNSITO
Bêbado invade preferencial e deixa família ferida em Dourados
ENCOMENDADA
Quadrilha desarticulada tinha ordem de facção para roubar seis motos em Dourados
PURIFICAÇÃO
Preso, ex-secretário de Saúde é exonerado do cargo de coordenador do Samu