Menu
Busca quinta, 05 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
PACIFICADOR 67

Contra tráfico de animais e pesca predatória, Ambiental inicia operação amanhã

09 outubro 2017 - 15h35Por Da Redação

A Polícia Militar Ambiental deflagra, a partir de amanhã, 7h30, com encerramento no dia 16/10 – segunda-feira, às 7h30 a operação Pacificador 67 realizada de forma unificada por todas as Unidades da Polícia Militar do Estado, contando com efetivo de 362 homens.

No dia 1º de outubro, iniciou-se a operação pré-piracema de reforço à fiscalização nos rios do estado, no intuito de prevenir e reprimir a pesca predatória, tendo em vista a proximidade do período de piracema e, portanto, quando vários cardumes já se encontram formados.

Por esta razão, a quantidade de turistas e pescadores se intensifica, exatamente, em razão das facilidades de captura do pescado neste período. A Operação Pré-piracema se estenderá até o dia 6 de novembro.

Com os feriados prolongados nesta semana, a fiscalização, que já está sendo efetuada com bastante intensidade, inclusive, com vários pescadores presos, nos últimos dias, será aumentada nos rios, com uso de todo efetivo administrativo, durante a operação Pacificador 67.

FECHAMENTO DA PESCA 

Devido ao fechamento da pesca nos rios do Mato Grosso, no dia 1º de outubro, o comando da PMA em MS priorizará a fiscalização na divisa com esse Estado, nos rios correntes, bem como nas áreas mais longínquas do Pantanal, como Foz do rio Piquiri, rio São Lourenço, Cuiabá e Paraguai.

Esses locais já são pontos extremamente preocupantes em que a PMA tem mantido fiscalização preventiva constante. Agora com o fechamento da pesca no Estado vizinho, com certeza haverá uma intensificação de pescadores na região, no lado de Mato Grosso do Sul, o que faz com que haja a necessidade de mais policiais.

Os comandantes das 25 subunidades empregarão todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação. Todo efetivo administrativo, que já foi reduzido para a operação pré-piracema, será utilizado na operação.

Quatro equipes da sede (Campo Grande) estarão itinerantes, fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais, em contato com as equipes de rios, para a movimentação de presos e materiais para as delegacias, caso aconteçam prisões em flagrante.

TRÁFICO DE PAPAGAIOS 

Durante esta operação, continua a atenção especial também ao crime de tráfico de animais silvestres, em virtude deste período crítico relativo ao tráfico de papagaios. Este é um período preocupante para a PMA com relação ao tráfico de animais silvestres, pois, de agosto a dezembro é o período de reprodução do papagaio que é a espécie mais traficada no Estado.

Outros crimes ambientais serão combatidos e prevenidos, tais como: desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais, transporte ilegal de produtos perigosos, além de combate a todos os crimes contra a fauna e flora.

PACIFICADOR/67

Em todas as operações, a PMA tem prevenido e reprimido crimes de outra natureza adversa à ambiental, dentro de sua função constitucional de Polícia Militar. Nesta operação não será diferente. Crimes como o tráfico de drogas, de armas, contrabando, descaminho, furto e roubo de veículos, porte e posse ilegal de arma, entre outros serão combatidos.

Na última operação, no ano passado com nome de Padroeira do Brasil, a PMA autuou 18 por pesca ilegal e mais 10 por outras infrações ambientais e aplicou R$ 246,7 mil em multas

Deixe seu Comentário

Leia Também

NINHO DO URUBU
Juiz manda Flamengo pagar pensão às famílias de mortos em incêndio
CAPITAL
Agente penitenciário vai a júri por morte de pedreiro durante show
MORRO DO DENDÊ
Fenômeno da internet, 'Bunitinho' morre em operação da PM no Rio
CORUMBÁ
Bombeiros procuram por homem que desapareceu no rio Paraguai
UEMS
Inscrições abertas para Operação “Lobo Guará” do Projeto Rondon
BRASIL
Caminhoneiros, empresários e governo discutem cálculo do frete
RIO BRILHANTE
Polícia apreende 250 mil maços de cigarros em caminhão
COTAÇÃO
Dólar muda de rumo e fecha em queda nesta quinta
MATO GROSSO DO SUL
TJ considera abusiva taxa de conveniência na troca de milhagem por passagem aérea
BRASIL
Saúde perdeu R$ 500 milhões para fundo eleitoral, diz ministro

Mais Lidas

POLÍCIA
Morto em ação policial no MS era afamado como líder do novo cangaço
FRONTEIRA
Quatro assaltantes de carro-forte são mortos em confronto com a polícia
DOURADOS
Júri condena a 64 anos de prisão cinco réus por atentado contra empresário
DOURADOS
Homem é preso ‘arrastando’ moto na região central