Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
POLÍTICA

Cardozo diz que corte de R$ 1,4 bi não afetará ações do Ministério da Justiça

28 maio 2015 - 13h00

Agência Brasil

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (28) que o contingenciamento de R$ 1,44 bilhão no orçamento da pasta não prejudicará as ações do órgão. Ele defendeu o ajuste fiscal promovido pelo governo como forma de reequilibrar as contas públicas.

“O ajuste é uma necessidade. Na nossa avaliação, a equipe econômica agiu corretamente ao fazer esses cortes, necessários para que o país tenha uma política e um equilíbrio nessa hora”, disse o ministro.

Para ele, todos os ministérios devem melhorar a gestão do gasto público para conseguir fazer “mais com menos”. “Temos que fazer esse esforço para fazer com que cada centavo renda o dobro. Quando não tenho dinheiro para tudo, tenho que ter gestão melhor para atender as demandas. O que estamos fazendo no Ministério da Justiça é equacionar tudo isso e melhorar ainda mais a gestão”.

Segundo o ministro, programas como o Plano de Fronteiras, para o combate ao contrabando e entrada de armas e drogas no país, que exige aumento do investimento este ano em relação a 2014, terá ganho apesar do corte orçamentário.

“Garanto que não teremos nenhum abalo no nosso Plano de Fronteiras por causa desses cortes, como melhoraremos ainda mais aquilo que fazemos. Digo que é possível, com a melhoria da gestão e da integração com os estados É perfeitamente factível. É evidente que quando você tem mais dinheiro se pode fazer mais. Mas com o que temos é possível fazermos muito e melhorarmos o nosso desempenho”, ressaltou José Eduardo Cardozo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM
Idosa de 80 anos é agredida a pauladas por jovem que invadiu casa
ESPORTE
Funed conclui elaboração de calendário anual de atividades esportivas
APOSENTADORIA
Bolsonaro fará pronunciamento na TV para defender reforma da Previdência
PROJETO
UFGD seleciona shows musicais para o projeto Celebração 2019
CAMPO GRANDE
Júri é suspenso após advogada chorar e ameaçar suicídio
NOVA ANDRADINA
Adolescente que sufocou a filha de 28 dias fará tratamento psiquiátrico
RIO
Justiça nega indenização a Bolsonaro por declarações de Jean Wyllys
UEMS
Estão abertas as inscrições para Intercâmbio Sanduíche no Canadá
CAPITAL
Dupla em moto atira contra carro de autoescola; motorista é atingido
POLÍTICA
Câmara suspende decreto presidencial sobre sigilo de dados públicos

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura