Menu
Busca sexta, 16 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
CARAVANA DA SAÚDE

Caravana dá continuidade a cirurgias e pacientes destacam procedimentos

11 junho 2015 - 17h15

As cirurgias com especialidades em ortopedia, ginecologia e geral continuam sendo realizadas no Hospital nossa Senhora Auxiliadora em Três Lagoas. Os procedimentos fazem parte do cronograma de cirurgias a serem realizadas pela Caravana da Saúde que está em Três Lagoas desde o dia 30 de maio. Ao todo estão previstas cerca de 362 cirurgias hospitalares para a microrregião. O objetivo é atender as demandas cirúrgicas de pacientes que estavam há muito tempo aguardando na fila para a realização de seu procedimento.

Com uma média de 10 cirurgias ao dia, o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora também contou com a parceria da Santa Casa de Bataguassu para a realização das cirurgias pela Caravana da Saúde. Na manhã desta quinta-feira (11), pacientes que já tinham passado pelas cirurgias e aguardavam alta falaram sobre o alívio de realizar seus procedimentos após longa espera na fila por uma vaga.

O trabalhador em serviços gerais no município de Selvíria, Osvaldo Santos, 56 anos, sofreu uma queda durante o trabalho e acabou fraturando o ombro em dezembro de 2013. Após passar por uma cirurgia para a instalação de pinos cirúrgicos, sua busca para atendimento foi para a retirada dos pinos, o que acabou tornando-se um transtorno já que não conseguia data certa para a cirurgia de retirada.

“Depois da primeira cirurgia não consegui marcar um data para a retirada dos pinos. Fazia os procedimentos de retorno e avaliação, mas sem conseguir marcar uma data para tirar os pinos. Algumas semanas atrás a secretaria de saúde falou sobre a chegada da Caravana e que a minha cirurgia poderia ser realizada. Consegui realizá-la e agora a minha vida volta ao normal. Vou passar pela fisioterapia e recuperar os movimentos do braço, mas só de não sentir mais o peso dos pinos nos ombros já um grande alívio”, disse Osvaldo após receber alta hospitalar.

Moradora em Três Lagoas, Adelice Lacerda Dias teve que aguardar cerca de dois anos para realizar uma cirurgia na bexiga. Para a moradora a Caravana traz um benefício sem tamanho para a população da região de Três Lagoas com atendimentos sem custo. “Meus sintomas eram de incomodo e dor no abdômen por cerca de três anos. Comecei a fazer o tratamento no posto de saúde e até mesmo em clínica, mas tive que interrompe-lo para cuidar da minha mãe. Tive que passar por todos os exames novamente para marcar a cirurgia, mas não conseguia nenhuma data. A Saúde da Mulher entrou em contato comigo e falou sobre a Caravana da Saúde e a oportunidade de marcar a cirurgia. É um grande benefício não só para mim, mas para outros pacientes. Principalmente para aqueles que não tem condições de pagar via rede particular. O maior resultado é poder voltar para casa aliviada e retomar as atividades.”, comemorou Adelice.

Já o eletricista João Batista Silva, 56 anos e morador em Três Lagoas, fraturou a perna e o ombro após um acidente de moto. Após passar por duas cirurgias, João afirmou que aguardará a recuperação e ainda tentará passar pelos atendimentos oftalmológicos da Caravana. “Depois do acidente de moto tive que passar imediatamente pela cirurgia no fêmur. Após o primeiro procedimento em outubro do ano passado fiz a instalação de pino na clavícula e desde então tive que aguardar para retira-los. Com a cirurgia realizada a minha vida volta ao normal. Agora eu espero me recuperar a tempo de poder ir até a caravana e fazer os procedimentos oftalmológicos, por que meus óculos não estão mais adiantando”, ressaltou João.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Seleção para preencher vagas de médicos cubanos ocorre ainda este mês
PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Radares flagram quase 500 motoristas por excesso de velocidade nas BR's de MS
DOURADOS
Grupo ABV realiza sorteio de carro 0km
TRÂNSITO
Bêbado, homem é preso ao provocar acidente
ÁFRICA DO SUL
Prédio de apartamentos é construído com 140 contêineres
BRASIL
Bolsonaro diz que nomes de comandantes militares não estão definidos
PÓS-FERIADO
Centrão ‘calmo’ é reflexo do feriado no meio da semana em Dourados
CAMPO GRANDE
Para não bater em capivaras, motorista desvia, perde controle e capota veículo
ALERTA
Procon orienta sobre cuidados para compras na Black Friday
RURAL
Integração lavoura-pecuária atrai mais produtores em MS

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Empresário é executado e filho fica ferido em atentado
CAMPO GRANDE
Empresário executado na Capital era avalista em dívida de R$ 40 milhões
SUSTO
Veículo com placas de Dourados fica destruído ao ser atingido por vagões de trem
DOURADOS
Dupla armada rouba moto para assaltar empresa e levar R$ 3 mil