Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
JUSTIÇA

Audiência de lutador acusado de matar hóspede é marcada para agosto

19 junho 2015 - 07h09

A primeira audiência do lutador de jiu-jitsu, Rafael Martinelli Queiroz, de 27 anos, foi marcada para o dia 17 de agosto. Ele é acusado de matar o engenheiro eletricista Paulo César de Oliveira no hotel Vale Verde, em Campo Grande, na noite do dia 18 de abril deste ano.

Segundo a assessoria do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), na audiência, serão ouvidas as testemunhas que residem na capital sul-mato-grossense. A Justiça recebeu a denúncia no dia 14 de maio.

O lutador é acusado pelo crime de lesão corporal dolosa em relação à namorada, Carla Medeiros Dias, de 24 anos, em situação de violência doméstica, além do crime de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e por recurso que dificultou a defesa do engenheiro e resistência à prisão.

O laudo pericial realizado no hotel apontou que o suspeito deu cinco golpes na cabeça da vítima, mesmo ela estando caída e desacordada. Sobre o laudo toxicológico, o resultado foi negativo para maconha e cocaína.

No dia 3 de junho, a Justiça negou o pedido de revogação de prisão preventiva do lutador. A defesa alegou no pedido que o acusado não necessitava permanecer preso por exercer atividade lícita, ter residência fixa e não possui antecedentes criminais. O parecer do Ministério Público Estadual (MP-MS) foi pelo indeferimento do pedido.

###Entenda o caso
O crime aconteceu em um hotel na avenida Afonso Pena, no bairro Amambaí, depois de uma discussão entre Rafael e a namorada. Segundo a Polícia Civil, o engenheiro era vizinho de quarto, não conhecia o casal e estava na capital de Mato Grosso do Sul a trabalho. O lutador está preso desde o dia 19 de abril, dia seguinte ao fato.

Ainda segundo a polícia, o hóspede foi morto "de graça" pelo lutador, que entrou no apartamento da vítima a procura da namorada, que tinha fugido do quarto do casal depois de ser agredida. A defesa diz que o comportamento agressivo do lutador surpreendeu a família e amigos dele.

###Sem motivo
Oliveira estava hospedado no segundo andar do hotel e era vizinho de quarto do casal, que estava no apartamento 221. Ele foi morto com golpes de cadeira, depois de ter o apartamento 216 invadido pelo lutador, que procurava pela namorada.

A vítima completaria 49 anos no dia seguinte ao crime e não conhecia o suspeito, segundo a Polícia Civil. Ele foi velado e enterrado em Batatais (SP).

O delegado de Polícia Civil, Tiago Macedo, que atendeu ao caso, classificou o suspeito como bastante violento e disse que o lutador mataria quem encontrasse pela frente.

###Discussão
A morte do engenheiro foi depois de discussão do casal dentro do quarto 221, onde os namorados estavam hospedados.

A mulher diz que tentou acalmar o lutador, mas não conseguiu, e que também foi agredida por ele ainda dentro do quarto. Em seguida, ela fugiu. Imagens das câmeras de segurança do hotel mostram o momento em que a mulher saiu do apartamento correndo depois de ser agredida.

Em menos de um minuto depois, o lutador também saiu do quarto atrás da mulher e, enquanto procurava por ela, quebrou as portas de diversos apartamentos vizinhos, danificou objetos e móveis e também destruiu câmeras do circuito interno de segurança e sistema de combate a incêndio.

Depois do crime, o lutador saiu do hotel e atravessou a rua para ir até o ginásio onde acontecia o campeonato que participaria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular