Menu
Busca sexta, 14 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
ASSEMBLEIA

Aprovado projeto que informa gratuidade na reconstrução da mama

13 março 2018 - 16h35

Os deputados estaduais apreciaram um projeto de lei e dois vetos parciais do Poder Executivo na sessão ordinária desta terça-feira (13/3). O Projeto de Lei (PL) 11/2016, de autoria do deputado José Carlos Barbosa (PSB), que prevê a obrigação de hospitais, clínicas, consultórios e similares em informar os pacientes em tratamento de câncer que a reconstrução da mama retirada é feita de forma gratuita nos hospitais públicos do Estado, foi aprovado por unanimidade em 1ª discussão e vai à 2ª.

Já os vetos parciais analisados em discussão única foram mantidos pelos parlamentares. O primeiro apreciado foi o veto ao PL 29/2017, de autoria do deputado Dr. Paulo Siufi (PMDB), que institui o Programa Estadual de Coleta e Reciclagem de Óleos de Origem Vegetal. Uma das razões alegadas para o veto parcial do Governo do Estado é que não há previsão orçamentária para sua realização.

O autor da proposta lamentou o veto parcial. “É apenas um programa para o reaproveitamento de óleo usado de lugares públicos em Mato Grosso do Sul, como a Feira Central, lanchonetes e diversos outros, com o objetivo de gerar emprego e renda para os sul-mato-grossenses. O projeto não é impositivo, nem cria despesa e é de grande valia”, destacou Dr. Paulo Siufi.

O deputado estadual João Grandão (PT), líder do partido na Casa de Leis, fez uma análise sobre o assunto. “Observei o conteúdo do projeto e gostaria de acrescentar que essa coleta pode inclusive ser aproveitada na produção de biodiesel”, registrou.

O veto ao PL 154/2017 também foi mantido. A autoria da proposição é do deputado estadual Pedro Kemp (PT). O projeto altera a ementa e o art. 2º, além de acrescentar o inciso VI e parágrafo único ao art. 3º da Lei Estadual 3.272/2006, adequando a redação da lei vigente e inclui no rol de prestação de serviços continuados os serviços bancários e o plano de saúde. Segundo o Poder Executivo, a proposta padece parcialmente de vício de inconstitucionalidade formal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORRUPÇÃO
MPF denuncia Cabral e dez deputados por esquema de propina na Alerj
MATO GROSSO DO SUL
Justiça declara inexistente cobrança por serviço não realizado
BRASIL
Bolsonaro indica que atuará pela extradição de Battisti para a Itália
DOURADOS
Calor continua e sensação térmica chega a 34ºC
CAMPO GRANDE
Capital recebe evento de MMA nesse final de semana
GERAL
IFMS publica Plano de Desenvolvimento Institucional para os próximos cinco anos
TV
Um ano após saída da Globo, William Waack mantém negociações com a Band
ESPORTE
Atletas representam Mato Grosso do Sul no Ilha Porchat Cup de Beach Tennis
MULHERES
Espartilho para afinar a cintura faz mal?
BRASIL
Bolsonaro diz que revisará contratos de publicidade da Caixa

Mais Lidas

BOAS FESTAS
Operação contra tráfico e roubo termina com cinco presos em Dourados
LUTO
Morre em Dourados empresário dono de tradicional restaurante
MESA DIRETORA
Após polêmicas e ‘novela’, Alan Guedes é eleito presidente da Câmara de Dourados
BOAS FESTAS
Ação conjunta mira traficantes em Dourados