Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 9860-3221
MÚSICA

Aprovado PDL que torna Orquestra Sinfônica patrimônio de MS

21 setembro 2017 - 14h35

Os deputados estaduais aprovaram durante a votação da Ordem do Dia o Projeto de Decreto Legislativo 09/2017, que declara a Orquestra Sinfônica de Campo Grande como patrimônio cultural imaterial do Estado de Mato Grosso do Sul.

A matéria, aprovada em discussão única, é de autoria do deputado Renato Câmara (PMDB) e segue para promulgação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB).

"Reconhecer a Orquestra como um patrimônio imaterial do Estado tornará a instituição ainda mais sólida e ajudará a buscar financiamento junto aos entes públicos e privados para promover mais ações em diversas cidades, por exemplo, de cunho educativo e de formação, além de apresentações dos concertos", explicou o deputado Renato Câmara.

Segundo dados do site oficial da Orquestra, um permanente programa de incentivo e aperfeiçoamento técnico para jovens músicos é oferecido e absorve promissores talentos da cidade, "por entender que deve fomentar de diversas maneiras o cenário musical erudito de um estado ainda tão jovem como Mato Grosso do Sul". A Orquestra já participou de festivais internacionais na Bolívia, Paraguai, Argentina e Chile. O caráter social da Orquestra é marcado por suas apresentações sempre gratuitas, com concertos didáticos e populares em teatros, escolas e parques de Campo Grande.

De acordo com a Constituição Federal, no Artigo 216, constituem patrimônio cultural brasileiro "os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: as formas de expressão; os modos de criar, fazer e viver; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; e os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico".

Ainda para a votação da Ordem do Dia desta quinta-feira (21/9) estavam previstos os Projetos de Lei 148/2017, do Poder Executivo e o 178/2017, de Felipe Orro (PSDB), ambos retirados da pauta, por pedido de vistas do deputado Coronel David (PSC) e ausência justificada de Orro, respectivamente. Todos os projetos aprovados e em tramitação na Casa de Leis podem ser conferidos na íntegra pelo Sistema Legislativo clicando aqui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Sereia! Ex-BBB Carol Peixinho faz foto embaixo d'água e ganha elogios
PARANAÍBA
Caminhão bate frontalmente com motocicleta e rapaz morre em rodovia
MEIO AMBIENTE
Fazendeiro é multado em R$ 5,5 mil por exploração ilegal de madeira
DOURADOS
Garantidos recursos para 1ª etapa do Hospital da Mulher e da Criança
CONCURSO
Ao menos 12 órgãos abrem inscrições para preencher quase 800 vagas
FESTA
Arraiá Universitário da UFGD será realizado nos dias 02 e 03 de agosto
GENERAL OSÓRIO
Mulher de 57 anos é assaltada quando trafegava de bicicleta
PRAZO
Inscrição para professores fiscalizar provas do Enem termina amanhã
PEDRO JUAN
Segurança de boate que matou cliente com tiro na cabeça é preso
FENEARTE
Artesanato de MS é sucesso de vendas na maior feira da América Latina

Mais Lidas

AMAMBAI
Morto a tiros em frente a conveniência era 'braço direito' de Jarvis Pavão
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163
RIBAS DO RIO PARDO
Avô e neta morrem após caminhonete bater de frente em carreta
MUNDO NOVO
Homem morre no Hospital da Vida após cair de telhado