Menu
Busca segunda, 21 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

Após denúncia lida, Câmara vai notificar Temer

26 setembro 2017 - 19h05

A denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-geral, Moreira Franco, foi lida na tarde de hoje (26) no plenário da Câmara dos Deputados. Agora, caberá à Câmara notificar o presidente e os ministros sobre a denúncia, o que só deve ocorrer amanhã (27). A leitura da peça, que tem 260 páginas, durou cerca de cinco horas e meia.

Coube a deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), segunda-secretária da Mesa da Câmara, fazer a maior parte da leitura da peça. A outra parte foi lida pelo deputado JHC (PSB-AL), que é o terceiro secretário da Câmara. A denúncia elaborada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente, ministros e outros peemedebistas é pelos supostos crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça. A peça foi apresentada pelo ex-procurador Rodrigo Janot e encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), que a aceitou e encaminhou a denúncia à Câmara.

A notificação ao presidente e aos ministros ocorrerá de forma individualizada, ou seja, cada um será notificado e receberá uma cópia da peça. O Palácio do Planalto informou que, a exemplo do que ocorreu na notificação da primeira denúncia contra o presidente, caberá ao subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Valle Rocha, receber as três notificações.

As notificações deverão ser entregues amanhã (27), uma vez que ainda é necessário fazer a cópia do material da denúncia encaminhada à Câmara pelo STF. Ainda não está definido quem fará a entrega das notificações, mas na primeira denúncia o documento foi levado ao Palácio do Planalto pelo primeiro secretário da Câmara, deputado Giacobo (PR-PR).

Depois que os denunciados forem notificados, será encaminhado uma cópia da peça também à Comissão de Constituição e de Justiça (CCJ) da Câmara, onde a denúncia será apreciada. Os denunciados têm até 10 sessões plenárias da Casa para apresentarem suas defesas. A partir daí, a CCJ tem cinco sessões para apreciar a matéria, votar e encaminhar a deliberação ao plenário da Câmara.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RURAL
Plantio da safra de soja está atrasado em Mato Grosso do Sul
INTERNACIONAL
Resultado preliminar na Bolívia indica 2º turno entre Morales e Mesa
CASSILÂNDIA
Paulista é multado em R$ 64 mil por deixar 128 cabeças de gado sem alimento
UEMS
Semana Técnica de Computação começa nesta segunda em Dourados
CHAPADÃO DO SUL
Motociclista de 29 anos morre após acidente entre moto e caminhonete
TEMPO
Segunda-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
Tecnologia
Visual Informática promove ações de conscientização no mês da Segurança da Informação
Saúde e bem-estar
Cuidados com a pele
ESPORTES
Jogos Militares: natação brasileira tem 1 ouro, 3 pratas e 1 bronze
MS
Em Kadet abarrotado, homem é flagrado pela segunda vez com contrabando

Mais Lidas

MS-141
Acidente entre Ivinhema e Angélica envolve dois veículos
TRÁFICO DE DROGAS
Perseguição no aeroporto da capital termina com homem preso após tentar tomar arma de PF
CONTRABANDO
Comboio é flagrado com contrabando de essência para narguilé a roupas íntimas
FOI PRESO
Motorista bêbado faz algazarra e policiais descobrem carro roubado