Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
ENERGIA ELÉTRICA

Abusos em valores de contas poderão ser base de ação civil

18 junho 2015 - 09h34

Com o plenário lotado de pessoas questionando os aumentos na tarifa de luz, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul recebeu na quarta-feira (17) representantes da concessionária de energia do Estado, Energisa, para explicações durante a audiência pública “O impacto dos reajustes na conta de luz”, proposta pelos deputados Marquinhos Trad (PMDB) e Maurício Picarelli (PMDB).

Várias contas foram xerocadas pelo MPE (Ministério Público Estadual) durante o evento, que se comprometeu a analisar caso a caso. “Vamos olhar uma a uma com a Energisa e se for constatado abuso poderemos entrar com uma ação civil pública e via Justiça delimitar o percentual de aumento da tarifa. Teremos prova e pediremos ressarcimento”, explicou o procurador de Justiça Aroldo José de Lima, coordenador da Promotoria do Consumidor.

Este percentual é o principal ponto de discórdia. Segundo Marquinhos Trad, o parâmetro legal é de 29,1% do fator extraordinário, que a União impôs com a crise de água e mais 3% do fator ordinário. “Passou disso é abuso, mesmo com tarifa vermelha”, ressaltou o deputado.

Já para a Energisa, cobrar 45% de reajuste está dentro da lei. “As pessoas esquecem que em um período de 2013 o governo puxou para si o pagamento dos tributos, mas depois, até março de 2015, houve 42% de aumento mais 3% de revisão no último mês. A tarifa é composta de geração, transmissão, distribuição e tributos e só o aumento da geração representou 97% do valor total e nós não geramos, quem gera são as hidrelétricas”, detalhou o gerente regulatório da Energisa, Job Figueiredo.

A concessionária ainda afirmou que de 2014 a 2016 estão previstos cerca de R$ 460 milhões em investimentos para atender 938 mil consumidores das 74 cidades do Estado que atende. Durante toda a tarde em que ocorreu a audiência, a Energisa disponibilizou atendentes em frente ao plenário Júlio Maia para recolher reclamações de usuários e prometeu dar retorno em três dias úteis.

SUSTO COM A CONTA

Vários participantes da audiência mostraram aumentos exorbitantes em suas contas de luz. “Tomei um susto”, resumiu Elza Isídio de Brito, que pagava entre R$ 150 e R$ 180 de consumo e recebeu mais de R$ 2.200. O aposentado Amador Jáulio da Silva, morador da Vila Jussara, disse que gastava em média R$ 100 reais e recebeu conta acima de R$ 500.

A autônoma Soraia Nogueira, moradora do bairro Tiradentes, procurou os deputados proponentes antes da audiência e mostrou que sua conta subiu de cerca de R$ 120 de média mensal para R$ 871,77 no mês de março. “Moro com meu filho de 7 anos, nem ar condicionado eu tenho, não gastei tudo isso e nem tenho como pagar sendo que só ganho um salário mínimo”, desabafou.

Seu caso foi analisado pela Energisa, que respondeu em audiência que foi constatado o consumo real. “Não houve adulteração do padrão e depois da conta alta ela voltou a gastar o normal, então constatamos que ela consumiu os R$ 871,77 sim”, respondeu o diretor técnico e comercial da concessionária, Marcelo Vinhaes.

CPI

A CPI da Enersul/Energisa está parada por determinação da Justiça, mas para o deputado Maurício Picarelli a audiência pública desta quarta vai reforçar o comprometimento de todos para a solução dos aumentos comprovadamente abusivos. “Enquanto a CPI não volta estamos empenhados em trazer todas essas denúncias de péssima prestação de serviços à tona, pois não podemos nos calar com tantos problemas apontados pela população”, complementou Marquinhos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TELEVISÃO
'BBB19' estreia com prova de imunidade e vitória de Gustavo e Danrley
AGENDA
Governador vai a Maracaju e entrega estação de tratamento de esgoto
LOTERIA
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 27 milhões
EDUCAÇÃO
Inep divulga notas do Enem na próxima sexta-feira
PIS/PASEP
pagamento de abono aos nascidos em janeiro e fevereiro começa amanhã
POLÍTICA
Bolsonaro recebe presidente argentino nesta quarta-feira em Brasília
PROCESSO SELETIVO
Sebrae encerra seleção para profissionais com salários de até R$ 7 mil
CAMPO GRANDE
Mulher é presa com 31 tabletes de maconha que levaria para Goiás
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
UAU
Paloma Bernardi faz passeio relaxante e impressiona com barriga negativa

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar