Menu
Busca quarta, 21 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

CESP fecha acordo com MS; verba começa a sair neste mês

05 dezembro 2003 - 18h53

O governo de Mato Grosso do Sul fechou ontem acordo com a CESP (Companhia Energética de São Paulo) para quitação da dívida da empresa em compensações ao Estado pela perda de áreas com a hidrelétrica Sérgio Motta. A informação é do ex-secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Maurício Arruda, que por dois anos comandou as negociações e agora assume a MSGás.Arruda explicou que pelo acordo a dívida de R$ 27 milhões será paga até o começo do ano que vem. No dia 16 sai o primeiro repasse- de R$ 1 milhão. Outro repasse da mesma quantia será feito no dia 26 e até o dia 30 saem mais R$ 4 milhões em CTEs (certificados a termos de energia elétrica) e os R$ 21 restantes a CESP repassará em debêntures para serem resgatadas no mercado de ações.A quantia para indenização está prevista em um termo de ajustamento de conduta envolvendo o Ministério Público Estadual e as prefeituras de Anaurilândia, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia e Três Lagoas.O governo encaminhou projeto à Assembléia pedindo autorização para assinar o acordo. Na segunda-feira, haverá uma reunião na Assembléia Legislativa, logo cedo, na sala da presidência para que o governo esclareça os deputados sobre os termos do acordo. O nome apontado foi de Maurício Arruda. Nesta tarde ele não deu garantia da ida, uma vez que deixou a secretaria. A deputada estadual Simone Tebet (PMDB) questionou os termos do acordo. Entre os pontos contestados estão a quantia paga em debêntures e a perda de valor com o deságio; o valor total da dívida, uma vez que o termo de ajustamento constaria o valor de R$ 42 milhões, mas parte já teria sido paga, restando crédito de R$ 17 milhões, disse a parlamentar esta semana na Assembléia. A CESP alegou problemas financeiros e começou a repassar valores ao Estado irregularmente em dezembro do ano passado. Em fevereiro cortou o pagamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REPERCUSSÃO
Presidente da Fiems diz que governo adia problema ao retirar da pauta a Reforma da Previdência
COPA VERDE
No MT, Corumbaense tenta reverter confronto contra Luverdense
DOURADOS
MP questiona demora no conserto de aparelho; prefeitura diz estar funcionando
CALAMIDADE
Azambuja discute com União recuperação dos estragos causados pelas chuvas
PECUÁRIA
OIE declara Brasil livre da febre aftosa com vacinação
ESTADUAL
Após confusão com gandula, Operário volta a campo pelo Estadual
LEGISLATIVO
Quatro projetos estão pautados para votação nesta quarta-feira
ENCONTRO
Prefeita Délia recebe representante de políticas LGBT no Estado
RECURSOS
Congresso aprova crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios
DOURADOS
Homem é preso portando arma com numeração adulterada

Mais Lidas

FÁTIMA DO SUL
Bombeiros farão buscas por mulher que se recusou a entrar em casa
FRONTEIRA
Assaltante morre após trocar tiros com a polícia
DOURADOS
“Chorei muito, perdi o pouco que tinha”, diz pedreiro após incêndio em barraco
DOURADOS
Igreja é arrombada e ladrão leva eletrônicos equipamentos de som