Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221

CESP fecha acordo com MS; verba começa a sair neste mês

05 dezembro 2003 - 18h53

O governo de Mato Grosso do Sul fechou ontem acordo com a CESP (Companhia Energética de São Paulo) para quitação da dívida da empresa em compensações ao Estado pela perda de áreas com a hidrelétrica Sérgio Motta. A informação é do ex-secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Maurício Arruda, que por dois anos comandou as negociações e agora assume a MSGás.Arruda explicou que pelo acordo a dívida de R$ 27 milhões será paga até o começo do ano que vem. No dia 16 sai o primeiro repasse- de R$ 1 milhão. Outro repasse da mesma quantia será feito no dia 26 e até o dia 30 saem mais R$ 4 milhões em CTEs (certificados a termos de energia elétrica) e os R$ 21 restantes a CESP repassará em debêntures para serem resgatadas no mercado de ações.A quantia para indenização está prevista em um termo de ajustamento de conduta envolvendo o Ministério Público Estadual e as prefeituras de Anaurilândia, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia e Três Lagoas.O governo encaminhou projeto à Assembléia pedindo autorização para assinar o acordo. Na segunda-feira, haverá uma reunião na Assembléia Legislativa, logo cedo, na sala da presidência para que o governo esclareça os deputados sobre os termos do acordo. O nome apontado foi de Maurício Arruda. Nesta tarde ele não deu garantia da ida, uma vez que deixou a secretaria. A deputada estadual Simone Tebet (PMDB) questionou os termos do acordo. Entre os pontos contestados estão a quantia paga em debêntures e a perda de valor com o deságio; o valor total da dívida, uma vez que o termo de ajustamento constaria o valor de R$ 42 milhões, mas parte já teria sido paga, restando crédito de R$ 17 milhões, disse a parlamentar esta semana na Assembléia. A CESP alegou problemas financeiros e começou a repassar valores ao Estado irregularmente em dezembro do ano passado. Em fevereiro cortou o pagamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESSÃO
Bolsonaro diz que sem reforma, faltará dinheiro para salários em 2024
EDUCAÇÃO
IFMS abrirá 80 vagas para cursos de graduação no 2º semestre
SEGUNDA LEVE!
Peito de frango recheado com frutas secas no molho de laranja
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação
TRÂNSITO
Homens correspondem a 69% dos motoristas indenizados em MS
DOURADOS
Sindicato Rural comemora melhor edição da Expoagro dos últimos anos
BRASIL
Cai confiança do empresário industrial pelo quarto mês, avalia CNI
VISITA GUIADA
Casa baiana histórica tem peças do artesanato brasileiro
DOURADOS
Comad promove capacitação sobre enfrentamento às drogas e workshop sobre engajamento nas redes sociais
SAÚDE
Gripe: quando se preocupar?

Mais Lidas

DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira