Menu
Busca quinta, 17 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

CBF constratará novo técnico somente em 2003

09 agosto 2002 - 17h43

A seleção brasileira de futebol vai ficar sem o comando de um técnico até o ano que vem, informou na tarde de hoje o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em entrevista à imprensa na sede da entidade, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.
A coletiva foi convocada para anunciar que o amistoso do dia 21 de agosto contra o Paraguai, em Fortaleza, será o último compromisso de Luiz Felipe Scolari no cargo.
"Vamos procurar o novo técnico só no ano que vem", afirmou o presidente da CBF. "Sobre a comissão técnica, vou conversar com cada um individualmente".
Em novembro, há uma data da Fifa para amistosos internacionais que o Brasil não vai abrir mão, segundo Teixeira. No entanto, não será apontado um nome definitivo para dirigir os jogadores neste amistoso, ainda sem adversário definido.
Questionado sobre a possibilidade de um ex-treinador da seleção voltar a assumir o cargo, Teixeira disse que "não há restrição a ninguém".


Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Mariana Rios posa sensual e surpreende com biquíni ousado: "que susto"
POLÍTICA
Moka confirma aposentadoria, mas diz que benefício será de R$ 8 mil
RIO BRILHANTE
Motorista fica ferido ao perder controle de veículo e parar em valeta
CALOR
Demanda por energia elétrica atingiu novo recorde nesta quarta-feira
CAARAPÓ
Homem simula sequestro para enganar mãe e acaba preso
JUSTIÇA
TJ/MS extingue Câmara e institui juiz substituto em 2º Grau
ATAQUES
Policiais encontram 700 kg de explosivos em apartamento de Fortaleza
NOVA ANDRADINA
Polícia apreende dois veículos com produtos eletrônicos na MS-141
STJ
Ex-presidente do Naviraiense é condenado por desviar R$ 247 mil
CRIME BÁRBARO
Mãe de santo acusada de homicídio em MS será julgada nesta quinta-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Rapaz assassinado em emboscada foi preso por tentativa de furto a caixa eletrônico
NOVA LEI
Multa mínima para quem capturar Dourado na próxima temporada de pesca será de R$ 2,7 mil
INQUÉRITO CIVIL
Denúncia leva MP investigar recursos destinados à Saúde de Dourados
DOURADOS
Seis são apontados por participação em emboscada que matou interno do Semiaberto