Menu
Busca domingo, 16 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Casos de aids em indígenas preocupam autoridades sanitárias

09 janeiro 2004 - 16h34

Doença típica de brancos, a aids começa a preocupar as autoridades sanitárias brasileiras que cuidam da saúde indígena. De uma população estimada em 400 mil índios, já foram detectados, desde 1986, 101 casos de aids, segundo informações do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde (MS). A doença afeta principalmente os índios que vivem fora das aldeias, cerca de 50 mil, em zonas urbanas e de fronteiras, consideradas áreas mais vulneráveis ao contato do índio com o branco e locais de maior concentração de disseminação da doença. A região Centro-Oeste é a que mais preocupa o governo, já que concentra 45% do total de casos de aids em indígenas no Brasil e possui uma tendência de crescimento mais elevada que as demais regiões. A população mais afetada pela aids vive no estado de Mato Grosso do Sul, onde se concentra o maior número de índios residentes em áreas urbanas, em sua maioria jovens e mulheres.Situação de pobreza, a prostituição de mulheres índias e o alcoolismo são alguns dos fatores apontados por técnicos do MS como principais causas da chegada da aids às populações indígenas, que migram para as cidades em busca de trabalho, educação e saúde. O segmento mais afetado possui entre 20 e 34 anos, com 68% dos casos da doença, sendo que 65,3% são homens e 79,2%, mulheres.O diretor do Departamento de Saúde Indígena da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ricardo Chagas, lembra que não apenas a aids, mas também as doenças sexualmente transmissíveis (DST) vêm aumentando entre os índios, com 4.820 casos registrados até 2001. Para impedir o crescimento da aids, a Funasa recebeu um financiamento do Banco Mundial no valor de US$ 3 milhões para capacitar, em três anos, agentes de saúde para lidar com a questão das DST/Aids nas populações indígenas. “Nós estamos capacitando todos os nossos técnicos de saúde para aprimorar a questão do diagnóstico e fazer articulação com o Sistema Único de Saúde (SUS)”, informou Ricardo Chagas.Existem hoje 6.400 técnicos que trabalham diretamente com a saúde dos índios, nos 34 Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (DSEI) espalhados por todo o país. Um dos trabalhos desenvolvidos é orientar os índios a usarem a camisinha, principalmente no contato com o não-índio. “Está aumentando o número de indígenas que utiliza a camisinha. Isso é um trabalho que vem sendo feito já há cinco anos e hoje o índio já tem uma consciência muito boa da utilização da camisinha”, disse Chagas. O conflito entre a medicina tradicional e a concepção indígena de saúde/doença é também uma barreira na prevenção e no tratamento de inúmeras doenças, entre elas a aids. O assunto promete ser abordado na capacitação dos agentes de saúde.O primeiro caso de aids em povos indígenas foi notificado em 1988 no estado de Santa Catarina. Nos Estados Unidos, a aids entre os índios também preocupa as autoridades públicas de saúde. De acordo com o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), os índios americanos são infectados com aids a uma razão de 11,2 a cada 100 mil, quase 1,5 vezes a taxa de brancos e mais que o dobro da taxa de asiáticos. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Maconha que seria levada para o Ceará é apreendida em MS
CONTRABANDO
PRF apreende de 2 toneladas de agrotóxicos escondidos em carga de leite
SAÚDE
Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil
CORUMBÁ
Escolas de samba realizam pré-desfile neste domingo
CAMPEÃO
Trio decide, Flamengo domina o Athletico-PR e conquista a Supercopa
DROGAS
Duas mulheres são presas por tráfico em ônibus que passava por Dourados
INTERNACIONAL
Número de casos de coronavírus em navio no Japão chega a 355
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
FUTEBOL
Governo lança projeto para promover direitos humanos no esporte
PONTA PORÃ
Leitura entre detentos é estimulada com a doação de livros a presídio

Mais Lidas

VILA SÃO BRÁS
Venezuelanos são flagrados consumindo maconha em bairro de Dourados
HARRISON DE FIGUEIREDO
Adolescente é detido e jovem é presa por tráfico, receptação e posse
DOURADOS
Dupla é presa por porte e posse ilegal de arma de fogo
FURTOS
Ladrões fazem “arrastão” e levam motos em Dourados