Menu
Busca quinta, 24 de outubro de 2019
(67) 9860-3221

Cartões de crédito limitam número de prestações

14 agosto 2002 - 10h23

As administradoras de cartões de crédito enviaram para o varejo em julho cartas informando que, até o final deste mês, irão bloquear pelo sistema o parcelamento das vendas acima de seis vezes sem juros. Com isso, a oferta para parcelamentos em até 12 vezes sem juros deve sair do mercado. A VisaNet, por exemplo, já não realiza esse procedimento desde o último dia 8. A informação é do presidente do Submarino.com, Murillo Tavares, e foi confirmada por outras fontes do segmento varejista.
Na opinião de Tavares, a questão deve-se ao risco de inadimplência, que aumenta quando os prazos são maiores, especialmente na atual conjuntura econômica. As vendas com cartão de crédito são muito seguras para o varejo, pois as administradoras, que assumem o risco com o cliente. Por outro lado, essa limitação no crédito deve, com certeza, impactar diretamente nas vendas, para fontes do setor.
A assessoria de imprensa da VisaNet disse que o bloqueio é somente para o varejo. A operadora mantém os prazos de pagamento em até 12 vezes sem juros para a venda de pacotes turísticos e passagens aéreas. A American Express disse que essa prática de parcelamentos sem juros em até seis meses é a mais comum dentro da empresa. O cliente Amex, inclusive, faz, em média, compras parceladas em até três vezes sem juros.
"Essa medida vem contra a maré, pois não há crise na inadimplência", disse o analista de crédito Álvaro Musa, sócio-diretor da Partners Consultoria. De acordo com ele, em junho, o índice de inadimplência ficou em 14,9%, abaixo de maio (15,1%) e de abril (15,2%). Há dois anos, no entanto, esse mesmo índice era de 10,7%. "As administradoras estão colocando as barbas de molho diante da atual situação político-econômica. Trata-se mais de uma medida cautelosa para evitar perdas futuras".

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Comparsa de homicídio de adolescente é condenado a 8 anos
BALANÇO
TRE/MS realiza audiência para tratar da biometria em Terenos
CESSÃO ONEROSA
Congresso aprova projeto que garante R$ 34,6 bi à Petrobras
CAPITAL
Falso repórter engana treinador de futebol com entrevista e clona WhatsApp
UEMS
Mestrado em Ensino em Saúde prorroga período de inscrições
NOVA ALVORADA
Homem esfaqueou pastor porque ele ‘fomentava’ separação, diz polícia
REFORMA APROVADA
Ponto a ponto: saiba o que vai mudar nas aposentadorias
TRÊS LAGOAS
Homem atira para matar ex-mulher e acaba baleando dono de restaurante
MÚSICA
Livro sugere que Raul Seixas entregou Paulo Coelho à ditadura
MEIO AMBIENTE
PMA usa satélite e drone para autuar infrator por desmatamento

Mais Lidas

HAYEL BON FAKER
Homens são presos fazendo sexo em via pública em Dourados
DOURADOS
Três são presos após ‘batida’ em ‘boca de fumo’ no Jardim Pantanal
DOURADOS
“Se não pagar vocês não vão dormir, não vão ter paz”, ameaçou professora indígena presa por extorsão
TRÁFICO
Economista e corretor são presos com mais de 30kg de cocaína