Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221

Campograndenses presos com 500 quilos de cocaína em SP

11 dezembro 2003 - 12h40

Duas pessoas de Campo Grande foram presas pela Polícia Federal, com 500 quilos de cocaína. A apreensão foi feita em São Paulo após dois meses de investigação. Jesus Ribeiro, 42 anos, e Elvis Ferreira de Souza, 31, ambos residentes em Campo Grande, além de Paulo Vitor de Souza, 42, residente em Xanxerê, Santa Catarina, guardavam em uma casa localizada na avenida do Imigrante Japonês, região da Vila Sônia (zona oeste da capital paulista), 339 tijolos de cocaína. Todos traziam a letra "C", identificando seu produtor. A droga estava escondida em um quarto, sob lençóis e caixas de doces.Os policiais encontraram também outros 138 tabletes de cocaína, identificados pela inscrição "Juancho", escondidos no fundo falso de um furgão com placas de São Paulo, que era escoltado por um Fiat/Palio, com placas de Curitiba (PR). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Diretoria divulga benefícios da Mútua para profissionais inscritos no Crea
BRASILEIRÃO - SÉRIE D
Corumbaense estreia amanhã contra o Iporá, em Goiás
OFERTA/PROCURA
Com embargo da União Européia, preço do frango pode cair no Brasil
MALHA VIÁRIA
Governador entrega revitalização em rodovias que passam por Douradina
NOVO REAJUSTE
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
EM DOURADOS
Líder indígena diz que União tem medo de “brigar” com ruralistas
TERAPIA HOLÍSTICA
Terapeutas holísticos de Mato Grosso do Sul se organizam em Associação
FEBRE AMARELA
Número de casos crescem 57% e de mortes aumentam 41% no País
UEMS
Inscrições para Programa de Cultura, Esporte e Lazer vão até 30 de abril
PREVENÇÃO
Dourados recebe os programas "Odontologia para Bebês" e "Cozinha Experimental" na terça-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Estudante de medicina é preso com R$36 mil em notas falsas
BR-463
Polícia confirma morte de idoso em ataque de pistoleiros
SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED