Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Campanha recolheu mais de 4 mil armas no MS

24 janeiro 2005 - 15h25

A Campanha do Desarmamento, realizada em todo o país desde o dia 14 de julho de 2004, já recolheu em Mato Grosso do Sul, 4.275 armas. A assessoria de imprensa da Polícia Federal em Campo Grande, informou que foram entregues, 2.519 armas em Campo Grande, 633 em Dourados, 502 em Três Lagoas, 271 em Corumbá, 206 em Ponta Porã e 144 em Naviraí.
No último balanço divulgado pela PF no dia 4 deste mês, 3.985 armas tinham sido entregues no Estado, 2.278 somente em Campo Grande. Em Corumbá e Ponta Porã o número de entrega de armas é o mesmo desde o último balanço, 271 em Corumbá e 206 em Ponta Porã. Na última sexta-feira, a morte do adolescente Rhuan Garcia, de 14 anos, fez com que a irmã do adolescente, Rejane Garcia, pedisse pelo desarmamento.
 “As pessoas vejam o nosso caso e pensem no assunto, entrem na campanha se livrem das armas, se não for seu filho brincando com o amiguinho pode ser alguém que entra na sua casa. Ninguém pode trazer ele de volta pra gente”. Rhuan foi morto, depois que um colega, de 13 anos, mostrou a arma do pai. O revólver calibre 38, teria disparado, e atingiu a cabeça de Rhuan, que morreu por volta da 1h20 de sábado.
Na madrugada de hoje, Alessandro Cardoso da Silva, Sérgio da Costa Queiroz e Ademar Barbosa da Costa morreram após uma confusão em uma conveniência, na avenida Afonso Pena. Segundo testemunhas um rapaz teria oferecido bebida para a namorada de Rogério da Silva Evaristo. O estudante de 19 anos estava armado, e é o principal acusado de ter feito vários disparos que atingiram o grupo de amigos.
Mato Grosso do Sul é o quarto estado em número de armas entregues. Mas, segundo a Polícia Federal, esse mês a campanha recebeu três vezes menos do que nos meses anteriores. Uma média de 40 armas eram entregues por dia, mas agora não passam de dez. A entrega voluntária de armas terminaria no dia 20 de dezembro, mas o prazo foi prorrogado em seis meses pelo governo federal e vai até o dia 23 de junho de 2005.
As pessoas que entregarem suas armas vão receber o pagamento em dinheiro, que pode variar entre R$100 e R$ 300 dependendo do calibre da arma. Depois da entrega da arma, o prazo para o dinheiro ser liberado varia entre 30 e 60 dias. Em Mato Grosso do Sul a Polícia Federal já pagou mais R$ 333 mil pelas armas devolvidas.
Em Campo Grande, os interessados devem ir até a Superintendência da PF, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Em Corumbá, Ponta Porã, Dourados, Três Lagoas e Naviraí, as armas também podem ser entregues na Polícia Federal. A assessoria de imprensa informou ainda que nas cidades onde não existem postos da PF, as armas podem ser entregues nas delegacias da Polícia Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Bandidos invadem condomínio de luxo e levam joias, dinheiro e armas
CAMPEONATO CARIOCA
Flamengo e Boavista decidem primeiro turno neste sábado
SEGURANÇA PÚBLICA
Operação Fronteira Segura é deflagrada no Sul do Estado
CORUMBÁ
Homem morre ao ser esfaqueado e assassino é preso
GAUCHÃO
Grêmio encara decisão contra o Caxias
DESACATO
Filha de vereador é presa após xingar policiais em blitz
BR-262
Pescadores liberam rodovia após quase 4h de protesto
JARDIM
Suspeito de estuprar enteada de 8 anos é preso
PESQUISA
Procon finaliza pesquisa de combustíveis mesmo após furto dos dados
FUTEBOL
Quatro jogos dão sequência no Paulistão neste sábado

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
DOURADOS
Bombeiro usou técnica de rapel para resgatar mulher em torre