Menu
Busca quinta, 18 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Câmara aprova Plano Diretor e renegociação com Enersul

19 dezembro 2003 - 19h23

A Câmara de Vereadores de Dourados acabou de aprovar o Plano Diretor do município de Dourados, conforme projeto encaminhado pela Prefeitura, depois da seqüência de encontros e reuniões com entidades e clubes de serviços promovida pela Instituto de Planejamento e Meio Ambiente. Ainda na sessão realizada à tarde, os vereadores deram autorização para o prefeito Laerte Tetila, do PT, renegociar a dívida da ordem de R$ 4 milhões de reais com a Enersul. Os demais pontos da pauta também foram aprovados. A próxima sessão extraordinária acontece na segunda-feira, quando deverá ser apreciado o Código Tributário municipal, após as modificações acordadas entre a Prefeitura e as entidades e profissionais liberais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE BASE
MS pode ter dois estreantes na Copa SP de Futebol Júnior em 2020
ARQUITETURA
Descubra como seus ambientes podem ficar incríveis com móveis em madeira
SAÚDE PÚBLICA
Santa Casa e Sesau assinam documento que viabiliza repasses à Unidade do Trauma na Capital
PENTE-FINO
Operação apreende estoque de droga pronta para revenda no semiaberto de Dourados
RODOVIA
Estado contrata empresa por R$ 339 mil para tirar MS-156 do escuro
INFRAESTRUTURA
Governo federal autoriza hoje reforma do aeroporto da Capital
BRASIL
Lista de espera do ProUni já está disponível para consultas
DOURADOS
Homem é preso com droga em carro que tinha a mãe como passageira
EVENTO
Feijoada Jurídica acontece no sábado com atrações artísticas e espaço de recreação para crianças
FOGO CRIMINOSO
Incêndio mata 13 pessoas e destrói estúdio de animação no Japão

Mais Lidas

DOURADOS
Execução de comerciante douradense foi “comemorada” com tiros em bairro da periferia
DOURADOS
Indígenas invadem propriedade e atacam policiais com flechas e coquetel molotov
DINHEIRO NOVO
Governo deve anunciar ainda esta semana a liberação de saques do FGTS
POLÍCIA
Polícia prende ladrão de moto e descobre ‘boca de fumo’ no Dioclécio Artuzi