Menu
Busca quarta, 20 de junho de 2018
(67) 9860-3221

Buscas por assassino de criança continuam em Aquidauana

12 dezembro 2003 - 10h46

As polícias de Aquidauana continuam com equipes efetuando buscas na tentativa de identificar e prender quem matou Mayara Brito Neves, de três anos, que também foi violentada. Ontem, havia informações de que um homem teria estado onde o corpo da criança foi encontrado, o que levou uma multidão ao local.O tenente Marcelo Santos do Amaral explicou pessoas foram ao local armadas de facão, criando um clima tenso. Ao mesmo em que efetuavam buscas, policiais procuravam conter os ânimos dos populares. Policiais civis, militares e até ambientais atuaram em uma varredura no local, região de margem de um córrego, onde há brejo e matagal. O militar explicou que quando anoiteceu, aos poucos as pessoas deixaram o local. Policiais atuaram até de madrugada e hoje há equipes fazendo buscas nas áreas urbana e rural.A criança desapareceu na noite de terça-feira e o corpo foi encontrado anteontem e sepultado ontem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Mulher de Taison chama atenção ao renovar bronze em praia da Rússia
CONCORRÊNCIA
Senado aprova projeto que autoriza venda direta de etanol a postos
UFGD
Ex-ministro dos Direitos Humanos faz palestra dia 26 em Dourados
TRÊS LAGOAS
Homem é preso acusado de sequestrar secretária para roubar caminhonete
EDUCAÇÃO
UEMS abre inscrições para exames de proficiência em língua estrangeira
VÍNCULO AFETIVO
STJ garante direito de visita a animais de estimação após separação
CONCURSO
Comarca de Bonito selecionará estagiários de Administração
JUSTIÇA
Homem é condenado por fraudar assinatura da ex-mulher em cheques
FUTEBOL
Alberto Valentim deixa o Botafogo para dirigir time do Oriente Médio
ABIGEATO
Propriedades rurais são alvo de ladrões de gado em Nova Andradina

Mais Lidas

DOURADOS
Dupla é presa por tentativa de homicídio contra vendedor de espetinhos
TRAGÉDIA
Vítimas fatais de acidente na BR-262 são identificadas
FRONTEIRA
Pecuarista é executado a tiros durante emboscada
MANIFESTO
Educadores se unem por aumento, mas apenas magistério terá reajuste