Menu
Busca sexta, 24 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Zeca retorna a Brasília para cumprir agenda confidencial

31 julho 2006 - 10h28

O governador Zeca do PT deve ir a Brasília quarta-feira para série de reuniões internas e encontros fechados.  Na semana passada o governador esteve em Brasília para encaminhar questões de interesse do Estado em audiências ministeriais também em caráter reservado.Fontes palacianas, no entanto, não confirmam e nem desmentem a agenda confidencial.  Segundo as mesmas fontes, a agenda do governador nesta semana prevê apenas despachos internos.Nesta segunda-feira o governador já se reuniu com os secretários que integram o comitê da crise e deve definir o desligamento de servidores comissionados remanescentes da cota do PDT. Na reunião com o comitê, concluiu-se que o governo já superou a pior fase da crise, graças às medidas de contenção de gastos e contingenciamento do orçamento.O governador definiu a saída do PDT do governo, mas acatou a permanência do PL, que apesar de coligar com o PMDB nas eleições deste ano, não faz oposição à administração petista. Ao confirmar a permanência do PL no governo, Zeca lembrou justamente o nível de disputa e a correlação de forças. Segundo ele, não há razão de romper a aliança com o PL se o partido não disputa a Presidência, não concorre a sucessão estadual e nem tem candidato a deputado federal. Nesse sentido, até dezembro ficam no governo os secretário Mathias Gonsales, da Saúde, e Carlinhos Cantor, da Juventude, Esporte e Lazer. Quanto ao PDT, a saída do governo já foi tratada pelo governador com a direção regional do partido. Hoje o PDT tem servidores espalhados pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública, que estava com o PDT e atualmente é dirigida pelo chefe da Casa Civil, Raufi Marques, e na Secretaria da Produção e do Turismo, ocupada por Wilson Roberto Gonçalves.Para o governador Zeca, a disputa eleitoral pode se desenrolar sem prejuízo à base de sustentação política do governo na Assembléia Legislativa. O apoio na Assembléia Legislativa foi reafirmado pelo presidente da Casa, deputado Londres Machado, que também dirige o PL. “Fizemos uma aliança de apoio ao governo e ela termina em 31 de dezembro”, disse. Segundo Londres, o apoio na Assembléia será dado em forma de votação em projetos de interesse do governo. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Homem tem carro roubado após mais de 6h em cativeiro sob agressões e ameaças
ESTADO
Refis estadual prevê até 95% de desconto sobre juros e multas
ECONOMIA
Após duas semanas ‘congelado’, preço médio da gasolina sobe em Dourados
STF
Associação industrial questiona competência de auditores da Receita para reconhecer vínculo trabalhista
DOURADOS
Preso que pagou fiança de R$ 80 mil apresentou documento falso, diz PF
STJ
Oi tem negado pedido de bloqueio de levantamento de valores que prejudicariam recuperação judicial
POLÍCIA
Bandidos armam emboscada para roubar moto em Dourados
TRABALHO
Dourados tem mais de 50 vagas na Casa do Trabalhador
NEGÓCIOS & CIA
Aproveite o preço promocional e adquira o seu Certificado Digital
ECONOMIA
Confiança do Consumidor recua 1,2 ponto em janeiro

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Pai e filha moradores de Dourados morrem em acidente no Paraná
VILA ROSA
Homem morre após ser atingido por facada no pescoço em bairro de Dourados
TRÁFICO
‘Espaço de lazer’ em Dourados era usado para guardar drogas e abrigar fugitivos
DOURADOS
Assassinato na Vila Rosa aconteceu por ciúmes durante manutenção em porta