Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Valor do seguro-desemprego é corrigido; parcelas vão até R$ 1,8 mil

16 janeiro 2020 - 18h50Por G1

O valor máximo das parcelas do seguro-desemprego passou a ser de R$ 1.813,03 desde o último dia 11 de janeiro. O benefício máximo aumentou em R$ 77,74 em relação ao valor antigo (R$ 1.735,29) e será pago aos trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.666,29.

Os novos valores do seguro-desemprego estão valendo desde a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 na semana passada, que ficou em 4,48%.

Os valores valem para os benefícios que ainda serão requeridos e também para os que já foram liberados – nesse caso, serão corrigidas as parcelas que faltam e que forem emitidas a partir da entrada em vigor do reajuste.

O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à demissão. No entanto, o valor da parcela não pode ser inferior ao salário mínimo vigente (R$ 1.039). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVERNADOR
Bruno Covas inicia imunoterapia para tratamento de câncer
REGIÃO
Homem é a 13ª vítima fatal da dengue no Estado em 2020
JARDIM ÁGUA BOA
Cofre furtado de mercado é encontrado em obra; ladrões levaram mais de R$ 3 mil
MATO GROSSO DO SUL
Em dois anos, Defensoria Pública do Estado ajuizou 381 ações contra concessionária
PIRACEMA
Apreensões durante operação chega a 859kg de pescado
DOURADOS
Procon fiscaliza venda irregular de azeite e milho em conserva em supermercados
ECONOMIA
Contas públicas têm superávit recorde de R$ 44,12 bi em janeiro
MATO GROSSO DO SUL
Traficantes tinham modalidade de "disque-drogas" em cidade do interior
ESTADO
Ciclista que perdeu perna ao ser atropelado será indenizado em R$ 41 mil
BENEFÍCIOS
Carteira Estudantil de Mato Grosso do Sul pode ser criada

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira