Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Termina hoje prazo de agendamento no Simples Nacional 2013

28 dezembro 2012 - 16h25

Termina nesta sexta-feira, dia 28 de dezembro, o prazo para as micro e pequenas empresas fazerem o agendamento no Simples Nacional 2013. O processo facilita o ingresso no sistema de tributação diferenciado, criado pela Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, em 2006, que permite o pagamento de até oito impostos em um só.

O agendamento permite a verificação prévia de pendências jurídicas e fiscais que podem interferir na concessão do imposto e dá tempo ao empreendedor de resolvê-las.

Mas as empresas que perderem o prazo ainda poderão pedir a adesão direta ao Supersimples do dia 2 a 31 de janeiro. No entanto, se houver pendências impeditivas, os donos de pequenos negócios poderão não ter tempo suficiente para resolvê-las e correm o risco de não serem incluídos no sistema. Débitos com o INSS, com as fazendas públicas, ausência de inscrição e irregularidade em cadastro fiscal são algumas.

Esses prazos não são válidos para empresas recém-criadas, que têm até 30 dias depois da liberação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) para aderir ao programa. Quem quiser desistir do regime de tributação simplificado pode fazê-lo a qualquer momento, no entanto, se for para o mesmo ano é necessário que o desenquadramento seja solicitado em janeiro, caso contrário, a desvinculação só valerá para o ano seguinte.

O agendamento permite a verificação prévia de pendências jurídicas e fiscais que podem interferir na concessão do imposto e dá tempo ao empreendedor de resolvê-las.

Mas as empresas que perderem o prazo ainda poderão pedir a adesão direta ao Supersimples do dia 2 a 31 de janeiro. No entanto, se houver pendências impeditivas, os donos de pequenos negócios poderão não ter tempo suficiente para resolvê-las e correm o risco de não serem incluídos no sistema. Débitos com o INSS, com as fazendas públicas, ausência de inscrição e irregularidade em cadastro fiscal são algumas.

Esses prazos não são válidos para empresas recém-criadas, que têm até 30 dias depois da liberação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) para aderir ao programa. Quem quiser desistir do regime de tributação simplificado pode fazê-lo a qualquer momento, no entanto, se for para o mesmo ano é necessário que o desenquadramento seja solicitado em janeiro, caso contrário, a desvinculação só valerá para o ano seguinte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROCESSO
MP encaminha denúncia contra produtor acusado de ameaçar senadora durante campanha eleitoral
Agronegócio
Geada não afeta estimativa de produtividade e milho deve ter safra recorde em MS
A DONA DO PEDAÇO
Chiclete descobre bomba sobre Vivi
JULHO AMARELO
Saúde desenvolve campanha sobre IST e Hepatites Virais em Dourados
SIDROLÂNDIA
Guarda noturno atira contra homem e o fere na boca e costas
FRONTEIRA
Veículo furtado que seria trocado por droga no Paraguai é recuperado
JUSTIÇA
Corretor é condenado a repassar R$ 45 mil de comissão de corretagem
DOURADOS
Homem é preso tentando furtar envelope com R$ 3,8 mil de cliente de banco
Iluminação Pública
Mesmo com cobrança suspensa, prefeitura prevê R$ 18 milhões com Cosip em 2020
BRASIL
PIB recua 0,8% no trimestre encerrado em maio, diz FGV

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro