Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221
TELEFONIA

Telefônica conclui compra da GVT por aproximadamente R$ 15 bilhões

28 maio 2015 - 19h45

Da Redação

A Telefônica Brasil S.A concluiu hoje (28) a compra da GVT, ao aprovar em Assembleia Geral Extraordinária a ratificação do contrato de compra e venda com a Vivendi, encerrando assim um processo iniciado em setembro do ano passado. A empresa pagou, conforme previsto, parte do valor total, equivalente a € 4,663 bilhões - em torno de R$ 15 bilhões - (incluindo assunção de dívida) em recursos financeiros levantados por meio de aumento de capital, e parte em emissão de ações da nova companhia representativas de 12% do capital social da empresa.

Além disso, a Assembleia Geral Extraordinária da companhia elegeu Amos Genish para liderar o processo de integração das duas companhias, como novo diretor presidente da empresa, além de tornar-se membro do Conselho de Administração.

Após o acordo firmado entre Vivendi e Telefónica, em setembro, o processo de compra da GVT foi submetido à Anatel, que concedeu anuência ao negócio em dezembro, e também ao CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica, que deu sua autorização para a integração em março último.

A conclusão da aquisição dá início a uma nova etapa da operação da Telefônica no Brasil. Com mais de 105 milhões de acessos, a companhia é, agora, líder do mercado em quantidade de clientes, em receitas e rentabilidade, e com perfil de cliente de alto valor. A operação permite ainda à empresa reforçar seu posicionamento em um mercado-chave e melhorar seu perfil de crescimento e rentabilidade.

Com foco no crescimento sustentável e na qualidade da prestação de serviços, a Telefônica Vivo surge com liderança absoluta no segmento móvel e de ultra banda larga fixa, apoiada na melhor infraestrutura de rede e num portfólio inovador que a consolida como Telco Digital. Além disso, a empresa se torna ainda mais relevante no mercado de TV por assinatura, entregando uma experiência diferenciada em TV de alta definição, combinada a conteúdos sob demanda, aplicativos interativos e conteúdo em múltiplos dispositivos.

A complementaridade de operação é a marca da união entre Vivo e GVT. Enquanto a Vivo possui a maior rede nacional móvel de 3G, presente em mais de 3,2 mil municípios, e de 4G (com140 cidades cobertas), a GVT tem uma extensa rede de fibra ótica em 156 cidades de 20 estados, mais o Distrito Federal.

Com a conclusão do negócio, frentes de trabalho serão organizadas com o objetivo de identificar as melhores práticas, as oportunidades de negócio e o leque de possibilidades que se abre para a empresa que surge a partir de hoje.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
De biquíni em Paraty, Mariana Ximenes suspira: "Pode já querer voltar?"
CAPITAL
Esposa de defensor público é encontrada morta em residência
POLÍCIA
Vítima de tiro do pai, estudante presta depoimento e diz que vai embora
TJ/MS
Coordenadora da Mulher debate violência de gênero em Genebra
BELA VISTA
Trabalhador procura polícia para denunciar trabalho escravo em carvoaria
STF
Decisão de Toffoli paralisa inquéritos de lavagem, diz Chefe da Lava Jato
PORTO MURTINHO
Homem disse que acordou com onça pintada nas costas, diz médico
NAVIRAÍ
Ladrões que invadiram casa de vereadora e roubaram joias são presos
BRASIL
Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas cadastradas
CAMPO GRANDE
Homem é executado com três tiros no interior de veículo

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação