Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221
POLÍTICA

Supremo decide que parlamentares não podem ser afastados sem aval do Congresso

12 outubro 2017 - 07h15Por Da Redação

Em um julgamento polêmico, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira, dia 11 de outubro, por 6 votos a 5 que a Corte não pode afastar deputados e senadores sem o aval do Congresso Nacional. O voto decisivo foi dado pela presidente do STF, Cármen Lúcia.
 
A decisão beneficia diretamente o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que afastado do exercício do mandato no fim de setembro, pela Primeira Turma do STF.

Ao todo, foram mais de 12 horas de julgamento. Votaram pela possibilidade de afastamento sem autorização do Congresso Nacional, os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello. O voto divergente, pela necessidade de aval do Legislativo, foi dado por Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e a presidente, Cármen Lúcia.

 A ação direta de inconstitucionalidade 5526, julgada nesta quarta-feira foi protocolada por três partidos políticos, PP, PSC e Solidariedade. A ação foi feita em 2016, depois que o Supremo afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
Colisão entre carro e caminhão mata motorista na MS-276
YOUTUBER
Kéfera dá "adeus" a vida social por causa de série: "Vai sofrer"
RIO BRILHANTE
Homem tenta atropelar policiais e abandona carro furtado com 410kg de maconha
CAMPO GRANDE
Traficante é presa vendendo maconha próximo a cemitério
DOURADOS
Classes política e empresarial cobram bancada de MS e pedem "socorro" por obras no aeroporto
INTERNACIONAL
Bolsonaro participa da Cúpula do Mercosul na Argentina
DOURADOS
Vacinação antirrábica atende bairros da zona oeste
TERRA ROXA
Homem é preso em Dourados após descarregar revólver em árvore
FUTEBOL
Copa do Brasil define semifinalistas nesta quarta
DOURADOS
Após mortes e pedidos por segurança, Sejusp nomeia conselheiros para aldeias

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação