Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Sósia brasileiro de Bin Laden diz que manterá o visual porque 'povo pediu'

04 maio 2011 - 08h51

04/05/2011 09h46 - Atualizado em 04/05/2011 09h46

# Sósia brasileiro de Bin Laden diz que manterá o visual porque 'povo pediu'


Maryuska Pavão

Como vou dizer que o Bin Laden morreu? Estou aqui, mas sou o Bin Laden que gosta da paz, que não gosta de guerra". Foi dessa forma que o comerciante ceareanse Francisco Helder Braga Fernandes, de 51 anos, resumiu o que está sentido desde o anúncio feito pelo presidente dos EUA, Barack Obama, sobre a morte do terrorista da al-Qaeda, neste domingo (1º).

Desde o ataque de 11 de setembro de 2001, o comerciante deixou de ter o apelido de Barba e começou a ser reconhecido e chamado de "Bin Laden brasileiro". Dono de um bar na região do Anhangabaú, no Centro de São Paulo, ele já teve de mudar o visual três vezes em dez anos, mas disse que não vai mais tirar a barba que o transformou em sósia do terrorista. "O povo foi gostando do Bin Laden, do verdadeiro, e começou a pedir para eu voltar a usar barba."

Fernandes disse que o pedido foi feito logo após o ataque terrorista às torres gêmeas. "Em janeiro de 2002 não aguentei mais e tirei a barba pela primeira vez. Algumas pessoas me tratavam com brincadeiras, mas algumas passaram a me hostilizar na rua e achavam que eu estava envolvido em terrorismo. Achei melhor tirar a barba para a coisa não ficar mais séria."
'Povo foi gostando do Bin Laden', diz sósia brasileiro em São Paulo (Foto: Glauco Araújo/G1)'Povo foi gostando do Bin Laden', diz sósia brasileiro em São Paulo (Foto: Glauco Araújo/G1)

O comerciante disse que nunca tinha ouvido falar no terrorista até setembro de 2001. "No dia seguinte ao atentado, quando me mostraram o jornal, tomei um susto. Pensei que era eu, de tão parecido. Já usava a barba grande porque gosto do ‘estilão’, que cultivo desde a década de 1990, mas foi desde 2000 que deixei a barba ficar maior."
Sósia de Bin Laden disse que tirou a barba após ataque terrorista de 2001 (Foto: Glauco Araújo/G1)Sósia de Bin Laden disse que tirou a barba após
ataque terrorista de 2001 (Foto: Glauco Araújo/G1)

Sem a barba que sempre gostou, Fernandes disse que não resistiu aos pedidos e deixou crescer novamente. "Entre 2003 e 2004 conheci uma mulher, que se tornou minha namorada. Ela disse que só ficaria comigo se eu cortasse a barba. Cortei, mas o visual de cara limpa só durou seis meses, que foi o tempo do namoro. Deixei crescer tudo de novo."

O apogeu do sucesso de Fernandes como Bin Laden brasileiro ocorreu no réveillon de 2009. "Nunca tinha participado de uma festa de rua, mas resolvei passar o réveillon na Avenida Paulista. De uma hora para outra apareceu um cara enorme e disse que era meu segurança. Ele me levou até o palco. Nunca fui tão fotografado na minha vida. A caçada dos Estados Unidos ao Bin Laden fez dele uma vítima e ele virou um ídolo no Brasil. O povo gostou do que ele fez contra os Estados Unidos e acabou virando uma referência", afirmou o comerciante cearense.

Entretanto, orgulhoso, Fernandes defende o ídolo. "Eu sou o Bin Laden brasileiro da paz, mas o original também é da paz. Ele foi lá e derrubou as torres porque queria acabar com a guerra", disse, sem medo de soar contraditório.
Bin Laden brasileiro diz que é da paz e não gosta de guerra (Foto: Glauco Araújo/G1)Bin Laden brasileiro diz que é da paz e não gosta de
guerra (Foto: Glauco Araújo/G1)

Atualmente o sósia não tem mais medo de desfilar 'vestido' de Osama pelas ruas de São Paulo e diz que continuará assim, porque nada mudou. "O Bin Laden não morreu. Quem comemorou está perdendo tempo. No máximo ele nasceu para a vida eterna para ficar com suas 21 virgens."

Intitulando-se um "homem do povo", o Bin Laden brasileiro espera um "aumento de fama". "Crianças a velhinhos pedem para tirar fotos comigo. Atendo a todos tratando muito bem. A morte do Bin Laden vai ser legal até o movimento no bar aumentar", disse o sósia.

A última vez que tirou a barba foi em 2009, quando "A TV Al Jazeera veio aqui e fez uma reportagem comigo. Depois, o pessoal voltou e pediu para eu tirar a barba. Desde então ela está crescendo. Não tiro mais", finalizou o Bin Laden brasileiro.
Bin Laden brasileiro recebeu homenagem de clientes de bar (Foto: Glauco Araújo/G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Paciente deverá receber atendimento domiciliar pelo SUS
CAMPO GRANDE
Justiça concede tutela antecipada para que Estado deixe de realizar obra no Parque dos Poderes
BRASIL
Parecer da previdência dos militares será apresentado em setembro
DOURADOS
Igreja forma nova turma de músicos e apresenta concerto
COSTA RICA
Polícia encontra armas na casa de empresário suspeito de violência doméstica
ALERTA
Saúde confirma casos de sarampo em mais 7 estados
SANGUE FRIO
MPF recorre de sentença que absolveu dois acusados em uma das ações
LOMBADAS
Detran-MS negocia dívida e pede rescisão de contrato com empresa de radares no Estado
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após início de nova atuação do BC no câmbio
POLÍCIA
Travesti furta veículo e é presa em Dourados

Mais Lidas

ESTUPRO
Homem é preso após dormir com a namorada de 11 anos
DOURADOS
Ladrão é preso acusado no furto de carro, R$ 30 mil em joias e eletrônicos
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
POLÍCIA
Integrante de quadrilha especializada em roubo à famílias é apresentado pelo SIG