Menu
Busca sábado, 17 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
BRASIL

Sistema eletrônico facilita transferência de veículos

03 novembro 2017 - 10h15Por Ministério das Cidades

Um novo sistema promete simplificar a transferência de veículos com da instituição de documentos eletrônicos de compra e venda. O documento eletrônico trará as mesmas informações constantes no documento físico.

Esta facilidade está prevista na Resolução 712/2017 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), do Ministério das Cidades, publicada no Diário Oficial, que constitui o Certificado Eletrônico de Registro de Veículo (CRVe), a Autorização Eletrônica para Transferência de Propriedade de Veículo (ATPVe) e estabelece orientações e procedimentos a serem adotados para o preenchimento e autenticação dos documentos.

O CRV é o documento de compra e venda emitido no 1º emplacamento. Já o ATPV, está no verso do CRV que, no caso de compra de um veículo usado em loja ou entre particulares, deve ser preenchido e ter firma reconhecida em cartório, além de ser registradas alterações de característica do veículo.

Com a Resolução, os órgãos ou entidades executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal deverão adotar todas as medidas necessárias para disponibilizar estes documentos eletronicamente, no prazo de 180 dias, para viabilizar o cumprimento da norma. Durante este período, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) do Ministério das Cidades irá estabelecer testes junto aos órgãos de trânsito e cartórios para começarem o uso do sistema eletrônico.

“Ao vender um veículo, o consumidor preenche, assina e autentica o CRV, em seguida deve informar ao Detran a comunicação de transferência do veículo. Com a Resolução, o acesso dado ao proprietário e aos órgãos ou entidades executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal será todo digital ao sistema informatizado do Denatran com utilização de certificado digital conforme padrão ICP-Brasil, com assinatura eletrônica do dirigente máximo do órgão emissor será conferida a validade jurídica ao documento eletrônico proporcionando um processo de forma simplificada e segura”, explica o diretor do Denatran, Elmer Vicenzi.

Funcionamento - O antigo proprietário deverá encaminhar ao órgão ou entidade executiva de trânsito, do estado ou do Distrito Federal, de licenciamento do veículo a transação eletrônica de comunicação de venda do veículo no sistema do Denatran destinado ao preenchimento da ATPVe.

Para que não seja responsabilizado pelas penalidades impostas ao veículo após a data declarada na ATPVe, até a data da comunicação de venda do veículo, o antigo proprietário terá o prazo máximo de 30 dias, a contar da data declarada na ATPVe, para realizar o envio da transação eletrônica de comunicação de venda do veículo.

A comunicação de venda em meio eletrônico poderá ser realizada diretamente pelo antigo proprietário, através do ingresso em sistema do Denatran, utilizando certificado digital, conforme padrão ICP-Brasil, de sua propriedade ou por entidades públicas e privadas, que possuam Termo de Autorização do Denatran.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RÚSSIA 2018
Embaixadora da Copa do Mundo da Rússia visita sede da CBF
BRASIL
Previdência não será única PEC parada durante intervenção no Rio
RIO BRILHANTE
Jovem tem a casa atingida por tiros após discussão em bar por volume de som
ECONOMIA
Energia: em fevereiro bandeira segue verde para consumidores
CAMPO GRANDE
Carro de luxo com R$ 48 mil em débitos é apreendido em blitz
GRUPO B
Compromisso na Copa Verde faz FFMS alterar data de jogo do Corumbaense
BRASIL
Entenda como foi criado o horário de verão, que termina no domingo
EDUCAÇÃO
Inscrições para o Programa Vale Universidade seguem abertas
SUL DE MS
Homem morre após fugir e capotar veículo carregado com maconha
RESGATE
Casal é encontrado com vida após 10h de sequestro na Capital

Mais Lidas

QUADRILHA DESARTICULADA
Sete são presos a caminho de MS com carros roubados
TRÁFICO
Ao ser preso com cigarro de maconha, jovem denuncia "boca" no Itália
MARACAJU
Homem é assassinado brutalmente por adolescentes
DOURADOS
Reunião define critérios para lotação nas escolas da Reme