Menu
Busca domingo, 21 de abril de 2019
(67) 9860-3221
DECRETO LEGISLATIVO

Senado faz consulta sobre revogação do Estatuto do Desarmamento

12 setembro 2017 - 08h25

Mais de 14 mil brasileiros já se manifestaram na consulta pública que está sendo realizada pelo site do Senado sobre o Projeto de Decreto Legislativo 175/17, que propõe a revogação do Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03). Por volta das 19h, 13.627 pessoas tinham votado a favor da proposta e 690, contra.

Apresentado no último dia 5, o projeto está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aguardando a indicação de relator. A consulta no site do Senado deve permanecer aberta enquanto a proposta tramitar na Casa.

O projeto apresentado pelo senador Wilder Morais (PP-GO) propõe a realização de um plebiscito, junto com as eleições gerais do ano que vem, para que a população se manifeste sobre a liberação do porte de armas de fogo para cidadãos residentes em áreas rurais e a revogação do Estatuto do Desarmamento e sua substituição por um instrumento normativo que assegure o porte desse tipo de arma pessoas que preencham determinadas regras.

O texto prevê a realização de campanha pela Justiça Eleitoral no rádio, na televisão e na internet para esclarecer a população sobre o plebiscito e garantir espaço idêntico para manifestações a favor e contra a revogação do Estatuto do Desarmamento e a liberação do porte de armas.

"Após observar diversos dados do nossa Política Nacional de Segurança Pública, notei que é chegado o momento de fazermos uma reflexão sobre a questão do direito de defesa em nosso país e, para isso, a população deve ser consultada diretamente. Nós iremos solicitar a presença de pessoas da sociedade civil para discutir a questão no Parlamento", justificou o senador na apresentação do projeto.

Segundo Wilder Morais, mais de dez anos após a promulgação do Estatuto do Desarmamento, não há dados objetivos que indiquem redução dos índices de violência. "Pelo contrário, desde a entrada em vigor daquela Lei, o número total de homicídios no Brasil aumentou 20%, atingindo a preocupante marca de 60 mil assassinatos por ano", argumentou o autor da proposta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão, diz Bolsonaro
MUNDO
Sri Lanka: ataques a igrejas e hotéis matam 200 e ferem 400
DOURADOS
Homem é preso por embriagar três adolescentes no Jardim Guanabara
DOURADOS
Homem é preso com revólver e munições
HOMENAGEM
Nasce Rogério Ceni, quarto filho de Aloísio Chulapa
POLÍCIA
Mulher tem moto furtada próximo a hipermercado em Dourados
BRASIL
Corpos de duas crianças são resgatados dos escombros na Muzema
POLÍCIA
Casal é preso por tráfico, após entrega de crack, no Cachoeirinha
ESPORTES
Campeão Estadual será conhecido neste domingo
POLÍCIA
Capixaba é preso por tráfico na rodoviária de Dourados

Mais Lidas

POLÍCIA
Mulher de 41 anos é assaltada e estuprada próximo à feira-livre
DOURADOS
Indígena que morreu atropelada na MS-156 tinha 25 anos
CAARAPÓ
PF apreende quase meia tonelada de maconha em tanque de carreta
PONTA PORÃ
Homem é encontrado com as mãos decepadas na região de fronteira