Menu
Busca sábado, 21 de abril de 2018
(67) 9860-3221

Saiba como economizar durante suas viagens de fim de ano

24 dezembro 2012 - 13h15

Vai viajar no Natal ou no Réveillon? Onde vai passar as férias? Além do descanso e da diversão, outro fator essencial que precisa ser levado em consideração é o investimento que será feito.

Para não passar dos limites e extrapolar com os gastos nas viagens, é importante conhecer o local de destino, segundo indica o professor de economia da ALFA (Faculdades Alves Faria) e da FADISP (Faculdade Especializada em Direito) Roberto Oliveira. “Não seja pego de surpresa, pesquise antes. Tenha uma visão econômica daquilo que se pode pagar”, disse.

Oliveira explica outro detalhe importante antes de ir viajar: levar dinheiro reserva. “As pessoas têm costume de contar com cheque especial ou cartão de crédito e não a melhor opção neste caso. As taxas de juros podem ser altas dependendo do caso. É preciso lembrar que no começo do ano o IPVA e IPTU devem ser pagos, então, é bom economizar”.

Já para o economista Álvaro Modernell, o cartão de crédito deve ser utilizado apenas para despesas maiores. “A vantagem é que com o dinheiro vivo, o gasto é controlado certinho. Por outro lado é preciso tomar cuidado com as grandes quantidades levadas na viagem por questão de segurança”, contou.

Qualidade do hotel

Para aqueles que pretendem viajar em janeiro ou durante as férias ainda dá tempo se se planejar e aproveitar as dicas. Segundo Oliveira, os pacotes dos hotéis são uma boa opção para quem deseja economizar. “Não é necessário um hotel com tantas opções de lazer, já que é feito praticamente do lado de fora. Com isso, a escolha pode ser feita por um local mais simples e mais barato, que ofereça o básico: boa refeição e um local de descanso”, explicou o professor.

“Se a pessoa for viajar em cima da hora, as opções de pacotes são menores e os preços mais elevados. Então, opte sempre por um planejamento antes”, completou Oliveira.

Viagem em grupo

Se o destino escolhido for aproveitado com um grupo de amigos ou família, melhor ainda. “As despesas serão divididas, assim, a pessoa gasta menos e se diverte em dobro”, disse Álvaro Modernell.

Por outro lado, Oliveira acredita que é preciso ficar atento para não ir se influenciar pelas escolhas do amigo. “Se ele tiver uma condição financeira melhor que a sua ou não seja muito atento aos gastos, não siga os mesmos passos. Faça uma avaliação para saber se você tem condições iguais. Isso costuma ser muito comum durante viagens em grupo”, ressaltou.

Sem vergonha de economizar

Uma opção comum e econômica a ser feita quando está na praia é levar comidas e bebidas de casa. “Está cada vez mais comum ver isso nas praias de classe média, não se deve ficar com vergonha”, falou o professor de economia. “Os quiosques e vendedores ambulante cobram mais caro do que se levar aperitivos de casa, então, faça isso e aproveite”, finalizou Oliveira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS-164
Argentino é preso em MS tentando levar maconha até o Rio de Janeiro
BR-163
Dupla é presa tentando trazer veículos furtados até Dourados
BRASIL
Campanha de vacinação dos povos indígenas começa hoje
DOURADOS
Adolescente que comprava maconha no Paraguai para revender é apreendido
JARDIM GUANABARA
Homem é preso acusado de abusar de criança em Dourados
FAMOSOS
Thiago Fragoso se afasta de “O Outro Lado do Paraíso" por problemas de saúde
FUTEBOL
Quatro árbitros de MS são escalados para os Brasileiros das Séries C e D
DOURADOS
Demissões aumentam, mas acumulado do ano ainda é positivo
FERIADO
Comércio e shopping abrem normalmente neste sábado
SORRISÃO
Graciele Lacerda faz ensaio fotográfico e exibe corpão à beira da pescina

Mais Lidas

SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
ABRIGO
Fazendeiro morto por pistoleiros já hospedou membro do Comando Vermelho
Morador da Rocinha foi preso com documento falso quando vigiava posto da PRF, na BR-463, uma das principais rotas do narcotráfico
POLÍCIA
Mulher é presa com crack do Paraguai na Rodoviária de Dourados
TRÊS LAGOAS
Homem procura delegacia após investir carro em bitcoin e não ter retorno prometido