Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Receita Federal simplifica impressão de comprovante do CPF

22 maio 2011 - 09h23

O contribuinte que emitir o Cadastro de Pessoa Física (CPF) não precisará mais entrar no Centro de Atendimento Virtual da Receita (e-CAC) para imprimir o comprovante que atesta a autenticidade do documento. Desde a última quarta-feira (18), a impressão pode ser feita numa área da página da Receita Federal na internet, com senhas e códigos simplificados.

De acordo com a Receita, o objetivo da medida é facilitar a emissão do comprovante, que também serve como segunda via do CPF. O e-CAC está disponível apenas para quem tem o código digital de acesso, cuja emissão exige o número do recibo das duas últimas declarações do Imposto de Renda (IR), ou certificação digital, ferramenta que custa R$ 300 a cada dois anos. Dessa forma, quem não declara IR ou não tem título de eleitor só podia obter o comprovante em uma unidade da Receita.

Essa restrição prejudicava principalmente os contribuintes de baixa renda, isentos da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Agora, eles poderão obter o comprovante apenas com o papel que receberam nas agências da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e dos Correios. Basta digitar a data de nascimento, o local e o dia do atendimento, além do código recebido nas agências na seção CPF – Comprovante de Inscrição, na página da Receita.

Na nova modalidade, o contribuinte não precisa entrar no e-CAC para obter o comprovante. No entanto, a atualização de dados cadastrais do CPF continua disponível apenas no Centro Virtual de Atendimento da Receita.

Desde agosto do ano passado, o CPF é emitido instantaneamente nos dois bancos oficiais e nos Correios. O cartão magnético, que levava até uma semana para chegar à casa do contribuinte, foi abolido. Agora, o titular do documento sai da agência com o número do documento e um código impressos em papel térmico (usado nos extratos bancários).

A Receita ainda está desenvolvendo a emissão do CPF diretamente pela internet, sem a necessidade de o contribuinte ir às agências. Depois de pelo menos dois anos de pesquisa, o serviço ainda não tem data para começar. O Fisco alega que os postos de atendimento conveniados, principalmente as entidades públicas que emitem o documento de graça (como secretarias de governos estaduais e unidades regionais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), precisam ser adaptados para que o documento possa ser obtido no computador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONTRABANDO
MS deve movimentar R$ 352 milhões com cigarros ilegais
CAMAPUÃ
Projeto de irrigação submersa implantado em MS é o maior do País
SAÚDE
Prematuridade será debatida em Dourados na quinta
INTERNACIONAL
Congresso boliviano deve se reunir para acatar renúncia de Evo Morales
FUTEBOL
Série B do Brasileiro prossegue hoje com sete partidas
ECONOMIA
Gasolina tem variação de R$ 0,38 entre menor e maior preço em Dourados
BRASIL
Bolsonaro sanciona com vetos Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020
CAMPO GRANDE
Policial envolvido em acidente que matou bebê tem prisão decretada
DOURADOS
Ex-secretário de Saúde e empresário são levados à PED e defesas tentam liberdade
EVENTO
Congresso reúne advogados para discutir evolução da profissão e direitos do consumidor

Mais Lidas

BR-163
Motorista morre ao bater de frente com carreta em Dourados
DOURADOS
Acidente mata uma pessoa próximo a Embrapa
PONTA PORÃ/PEDRO JUAN
Três são assassinados e um bebê fica ferido em "domingo sangrento" na fronteira
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado