Menu
Busca sábado, 15 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Querido do mercado, Palocci cai sem influenciar a Bolsa

08 junho 2011 - 17h20

Sete meses depois, Palocci cai sem barulho. Ao contrário de anos anteriores, quando quedas de ministros em posições importantes do governo provocavam nervosismo, o Ibovespa ontem, por exemplo, subiu 0,24%, a despeito de um dia ruim nos mercados internacionais. Hoje, operou de lado, e fechou em ligeira baixa, acompanhando os mercados internacionais.

Levantamento feito pelo iG com base em números da Economática mostra que a volatilidade do Ibovespa, um importante indicador de nervosismo dos investidores, vem caindo drasticamente nas últimas décadas (veja gráficos) em momentos de troca de ministros. A volatilidade é medida em percentual e indica a intensidade e freqüência de variações bruscas da cotação do índice Bovespa. É também uma medida de risco. Quanto maior, mais nervoso o mercado está.

Quando Gustavo Krause deixou o Ministério da Fazenda do governo de Itamar Franco, em dezembro de 1992, o Ibovespa apontava volatilidade de 20,3%. Agora, com a queda de Palocci, o indicador de nervosismo estava em apenas 4,8%. O pico de estresse em meses de saídas de ministros aconteceu em janeiro de 1995, quando Clóvis Carvalho deixou a Casa Civil no governo de Fernando Henrique Cardoso: nada menos que 37%. A pesquisa tomou sempre meses fechados, independentemente do dia de saída dos ministros.

“O mercado não está nem aí para o Palocci”, comenta Reginaldo Alexandre, presidente da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais em São Paulo (Apimec-SP). “Nas mesas de operação, praticamente não foram ouvidos comentários ligando o ex-ministro a oscilações de mercados”, disse. “A ampla maioria dos investidores enxergou o episódio como pouco importante”, complementou José Francisco de Lima

Gonçalves, economista-chefe do Banco Fator.


Fonte: Gazeta Mercantil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
UFC Milwaukee tem duelo top 10 dos leves e três brasileiros em situações distintas
SEU BOLSO
Refis: contribuinte tem até sexta-feira para quitar débito de ICMS com desconto de até 90%
BRASIL
João de Deus vai se entregar, diz defesa
BRASIL
Fazenda defende venda direta de etanol do produtor para os postos
ECONOMIA
Estiagem ocorre em fase crítica da soja no Sul do MS
MS
Dois ficam feridos em acidente na BR-262
BRASIL
Dívida pública é desafio para o Orçamento do país, dizem parlamentares
CAMPO GRANDE
Mulher é presa por tráfico internacional de armas
CAMPO GRANDE
Casal de irmãos é atingido por tiros em frente de casa
DOURADOS
Mulher tenta furtar blusas de loja, mas acaba na delegacia

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é assassinado a facadas horas após sair da prisão
DOURADOS
Homem morto a facadas foi preso em novembro por tentar atropelar a mulher
DOURADOS
Jovem colide veículo em poste na avenida Marcelino Pires
CRIME AMBIENTAL
Polícia fecha rinha de galo em Dourados e homem é multado em mais de R$ 16 mil