Menu
Busca domingo, 18 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Quem aderir ao Refis terá de pagar parcelas de agosto, setembro e outubro

01 novembro 2017 - 11h56Por Agência Brasil

Os contribuintes que aderirem ao Programa Especial de Regularização Tributária (Pert) a partir de hoje, dia 1º de novembro, terão que pagar as parcelas referentes aos meses de agosto, setembro e outubro. O prazo para adesão que terminaria ontem (31), mas foi prorrogado até o próximo dia 14.

O pagamento das parcelas referente a esses meses pode ser feito até o dia 14. Já a parcela de novembro, poderá ser paga até o último dia útil do mês, ou seja, dia 30. A parcela de dezembro poderá ser paga até o dia 29 do próximo mês.

A Lei nº 13.496 de 2017, que institui o Pert, conhecido como novo Refis, foi publicada no Diário Oficial da União, no último dia 25. Ontem (31), o governo publicou uma medida provisória em edição extra do Diário Oficial para prorrogar o prazo de adesão.

Segundo a Receita, entre as novidades da lei destaca-se a possibilidade de parcelar débitos provenientes de tributos retidos na fonte ou descontados de segurados; débitos lançados diante da constatação de prática de crime de sonegação, fraude ou conluio; e débitos devidos por incorporadora optante do Regime Especial Tributário do Patrimônio de Afetação. No texto original da medida provisória, esses débitos não podiam ser parcelados no Pert.

A lei traz nova modalidade de pagamento da dívida não prevista no texto original: 24% de entrada, em 24 parcelas, podendo o restante ser amortizado com créditos que porventura o contribuinte tenha na Receita, inclusive provenientes de Prejuízo Fiscal ou Base de Cálculo Negativa da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL).

Para dívidas inferiores a R$ 15 milhões, o percentual a ser pago em 2017, sem descontos, foi reduzido de 7,5% para 5%.

Outra mudança feita no Congresso foi o aumento dos descontos sobre multas: após pagamento da entrada em 2017 (5% ou 20%, conforme o valor da dívida seja maior ou menor que R$ 15 milhões), se o contribuinte optar por pagar todo o saldo da dívida em janeiro de 2018, terá desconto de 90% sobre os juros e 70% sobre as multas; se optar por pagar o saldo da dívida em 145 parcelas, os descontos serão de 80% sobre os juros e de 50% sobre as multas; se optar por pagar o saldo da dívida em 175 parcelas, permanecem os descontos de 50% dos juros e de 25% das multas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSOS
Ao menos 10 órgãos abrem as inscrições nesta segunda para 1,1 mil vagas
CORUMBÁ
Homem é preso acusado de estuprar vizinha de apenas seis anos
EDUCAÇÃO
Nota do Enem pode ser usada para ingresso em universidades portuguesas
DOURADOS
Polícia Civil registra dois assaltos praticados por dupla em moto
RURAL
Colheita da soja chega a 5,1% da área cultivada em Mato Grosso do Sul
CAMPO GRANDE
Trio é preso com 614 quilos de maconha que iria para Minas Gerais
DOENÇA
Preconceito e desinformação dificultam combate ao alcoolismo
MEIO AMBIENTE
Paranaense é autuado por entrar e navegar no Parque das Várzeas
FUTEBOL
Três jogos movimentam a rodada do Estadual neste domingo
PEDRO JUAN
Jovem desaparece e pode estar relacionado ao tráfico de pessoas

Mais Lidas

MARACAJU
Homem é assassinado brutalmente por adolescentes
SUL DE MS
Homem morre após fugir e capotar veículo carregado com maconha
RESGATE
Casal é encontrado com vida após 10h de sequestro na Capital
TRÁFICO
Mato-grossense é presa com maconha na rodoviária de Dourados