Menu
Busca sábado, 22 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Quase 90% dos profissionais nos EUA dizem fazer horas extras

02 janeiro 2013 - 19h55

#####Folha

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos indica que os profissionais estão cada vez mais acostumados a trabalhar mais horas do que deveriam. 87% dos 2.000 entrevistados dizem que fazem horas extras costumeiramente, e, destes, 38% afirmam estar satisfeitos com o equilíbrio entre a carreira e a vida pessoal.

No total, 42,1% dos profissionais afirmam estar satisfeitos com essa relação.

Os maiores índices de satisfação aparecem entre profissionais classificados como "integrantes de equipe", com 50,8%, seguidos pelos executivos (40,5%), gerentes (36,8%), freelancers (35,5%) e donos do próprio negócio (29%).

O levantamento, feito pela empresa Wrike, fabricante de um software de gerenciamento de projetos, indica que 39% dos profissionais trabalham cinco horas a mais por semana. Apenas 13% afirmaram não fazer horas extras nunca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Campanha de Delcídio divulga Nota sobre impugnação de candidatura
CAMPO GRANDE
Mulher é presa com carregador e 20 chips nas partes intimas em presídio
TEMPO
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
MEIO AMBIENTE
Mineradora é autuada e fechada por extração ilegal de areia
ELEIÇÕES 2018
A partir de hoje, candidatos só podem ser presos em flagrante
DOURADOS
Jovem foi espancada até a morte no Pelicano
CORUMBÁ
Cavalos em rodovia causam acidente e deixam duas pessoa mortas
DOURADOS
Jovem é encontrada morta no Jardim Pelicano
EMPREGO
20 empresa estão com inscrições abertas para trainee; veja lista
ESPORTE
Sediado em Dourados, festival paralímpico fortalece inclusão e superação de limites

Mais Lidas

DIOCLÉCIO ARTUZI
Polícia divulga imagens de criança de 1 ano desaparecida em Dourados
DOURADOS
Criança de 1 ano desaparece de dentro de casa no Dioclécio Artuzi
OPERAÇÃO NEPSIS
Ação conjunta prende cinco Policiais Rodoviários Federais em MS
OPERAÇÃO NEPSIS
Ação cumpre mandados de prisão contra suspeitos de contrabando