Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

PSDB quer criar CPI mista para apurar denúncias contra Palocci

20 maio 2011 - 13h56

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Duarte Nogueira (SP), deve recolher, a partir da tarde desta sexta-feira, assinaturas de parlamentares para tentar protocolar o requerimento de criação de uma CPI mista para investigar denúncias de tráfico de influência do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci.

O requerimento ainda está em fase de elaboração e deve ficar pronto por volta das 13h. A expectativa é de que Nogueira consiga colher até a semana que vem o mínimo das assinaturas necessárias para criar a comissão mista - 27 dos 81 senadores e 171 dos 513 deputados.

Nogueira disse acreditar em nova "manobra" da base govenista para tentar impedir a criação da CPI mista. "É óbvio que o governo vai colocar toda sua tropa de choque na tentativa de evitar essas assinaturas. Mas toda hora há uma nova suspeição de tráfico de influência, e o papel da oposição é investigar. E o governo não quer ser investigado", disse.

Otimista, o deputado disse que a pressão da opinião pública contornará a "blindagem" a Palocci e fará com que os parlamentares assinem o requerimento a favor da instalação da CPI mista. "A melhor maneira de fazer um congressista votar é quando o assunto tem pressão da opinião pública", afirmou.

Nogueira afirmou que vai procurar as lideranças do DEM e do PPS na Câmara, para buscar o apoio dos principais partidos da oposição à criação da CPI mista. Segundo o deputado, o mesmo deve fazer o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR).

De acordo com reportagem do jornal Folha de S.Paulo, semanas antes de assumir a chefia da Casa Civil, Palocci comprou um apartamento em São Paulo por R$ 6,6 milhões. Um ano antes, ele havia adquirido um escritório na cidade por R$ 882 mil. Com os novos bens, o patrimônio do ministro teria sido multiplicado em 20 vezes em quatro anos. Ainda segundo a Folha, os dois imóveis foram comprados pela empresa Projeto Administração de Imóveis, da qual Palocci é dono.

###Oposição fecha o cerco a Palocci
Ontem, lideranças dos principais partidos da oposição no Congresso apresentaram novas representações contra Palocci. O líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno, apresentou, pela segunda vez, à Procuradoria Geral da República (PGR) o pedido de investigação contra o ministro. Segundo o PPS, o documento traz fato novo que demonstra a existência de indícios materiais de irregularidades em poder da Polícia Federal.

Já o líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), solicitou investigação em cinco comissões da Casa, que terão poderes para checar informações, requerer dados e convidar pessoas, mas não podem solicitar quebra de sigilo nem convocar testemunhas. Das cinco comissões, duas são presididas por parlamentares do DEM: a de Segurança Pública e a de Agricultura.

O conteúdo da primeira representação apresentada por Bueno foi julgado insuficiente pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para solicitar explicações de Palocci. "Dei uma olhada na primeira apresentada pelo PPS e, aparentemente, não traz elementos que possam indicar um possível crime. Se a segunda, assinada por senadores da oposição, também não trouxer, seria o caso de pedir informações".

Na representação apresentada na quinta-feira, o partido incluiu o caso do relatório enviado pelo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf) à Polícia Federal (PF), que aponta que a empresa de Palocci fez uma operação financeira suspeita na compra de um imóvel de outra empresa, que estava sob investigação policial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Mulher que morreu atropelada por menor bêbada será sepultada em Rio Verde
ECONOMIA
Com queda da Selic, bancos anunciam redução de taxas de juros
DOURADOS
UEMS abre inscrições para Pós-graduação em Coordenação Pedagógica
CHAPADÃO DO SUL
Homem é preso após furtar 840 ovos de caminhão estacionado
EMPREGO
Marinha abre concurso para serviço temporário; salário é de R$ 4 mil
CAPITAL
Menino de 4 anos diagnosticado com câncer morre após cirurgia
COMITÊ GESTOR
Simples Nacional revoga exclusão de 14 profissões de lista do MEI
CAMPO GRANDE
Criança é socorrida em estado grave após ser agredida por desconhecido
SAÚDE
Prefeito de São Paulo é internado em UTI após sangramento no fígado
DOURADOS
Jovem é preso com quase meio quilo de pasta base de cocaína

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados