Menu
Busca domingo, 20 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
REFORMA TRIBUTÁRIA

Prazo para sugerir mudanças ao texto da reforma tributária encerra hoje

08 setembro 2017 - 13h20

Termina nesta sexta-feira (08), o prazo para apresentar sugestões de mudanças ou emendas ao texto da reforma tributária que está em discussão na Câmara. A primeira minuta da proposta de emenda constitucional (PEC) que altera o sistema tributário nacional foi apresentada no mês passado pelo relator Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).

Desde 23 de agosto até o momento, já foram recebidas 112 sugestões de emendas. As contribuições podem ser feitas no portal da Câmara, onde é possível adicionar ou excluir termos da proposta, alterar a forma da redação do texto ou simplesmente fazer comentários de apoio ou crítica ao teor da matéria.

Na primeira versão da PEC, Hauly propõe simplificar a legislação tributária por meio da extinção dos impostos que incidem sobre o consumo, como o IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins, Salário-Educação, CideCombustíveis, todos federais, além do ICMS estadual e ISS municipal.

No lugar, o relator propõe a criação de dois impostos com arrecadação estadual: o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS, nos moldes de um imposto sobre valor agregado) e o Imposto Seletivo, que devem incidir sobre energia elétrica, combustíveis, serviços de comunicação, transporte, bebidas, veículos e peças automotivas, eletroeletrônicos, eletrodomésticos.

Outra mudança proposta pelo relator é a realocação da arrecadação do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCDM) e do Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) para os municípios. A mudança na destinação das receitas destes impostos deslocam para os municípios recursos da ordem de R$ 24.597 milhões, segundo previsão do relator.

A proposta estabelece um prazo de transição para consolidação das mudanças e não prevê mudança na carga tributária global, que atualmente corresponde a cerca de 32,66% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados da Receita Federal.

Há ainda a proposta de desoneração nas alíquotas dos setores de alimentos e medicamentos, além de máquinas, equipamentos e outros itens de exportação e a adoção da cobrança eletrônica de impostos, por meio da qual o valor do tributo é remetido automaticamente ao Tesouro no momento da compra e pagamento do produto, como é feito nos Estados Unidos, por exemplo.

A expectativa do relator é de que a reforma tributária tenha mais apoio e uma tramitação mais tranquila, ao contrário das reformas previdenciária e política que enfrentam dificuldades para avançar na Câmara.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Top gaúcha Cintia Dicker faz topless em selfie banhada pelo sol
ANASTÁCIO
Acidente entre três veículos deixa três mortos e cinco feridos na BR-262
ESPORTES
Jorjão retoma programação na terça-feira e disponibiliza oito atividades
TRÁFICO
Motorista é flagrado com 40 quilos de cocaína que levaria para Minas Gerais
EDUCAÇÃO
Sisu abre inscrições na terça; veja dicas para conseguir uma vaga
PONTA PORÃ
Homem é morto a facadas por sobrinhos após agredir a esposa
OPORTUNIDADES
Concursos: 18 órgãos abrem inscrições para 277 vagas nesta segunda
FENÔMENO
Eclipse com 'superlua' será visível nesta madrugada em todo o Brasil
CAPITAL
Homem é encontrado morto com mãos amarradas e enrolado em cobertor
CORUMBÁ
Ação contra poluição sonora multa dois e apreende aparelhagem de som

Mais Lidas

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Discussão entre casal termina com mulher baleada em Dourados
FRONTEIRA
Jogador de futebol, ‘Alicate’ é executado com 26 tiros de fuzil
DOURADOS
Homem furta loja do shopping, alarme dispara e ele acaba preso
CAMPO GRANDE
Bandidos que morreram em confronto com a polícia são identificados