Menu
Busca segunda, 16 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Poupança registra saída de R$ 1,3 bilhão em maio, informa BC

06 junho 2011 - 10h32

As retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 1,3 bilhão em maio deste ano, informou o Banco Central nesta segunda-feira (6). Foi a maior retirada líquida de recursos para meses de maio desde 2006, quando R$ 1,56 bilhão foram sacados.

No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, ainda segundo dados da autoridade monetária, as saídas de recursos superaram as entradas em R$ 3,06 bilhões. Trata-se do pior resultado para o período também desde 2006 - quando houve uma retirada de R$ 8,5 bilhões da poupança.
Em todo ano de 2010, a poupança recebeu um volume recorde de recursos (R$ 38,68 bilhões), apesar do baixo rendimento.

Depósitos e retiradas

Em maio de 2011, de acordo com o Banco Central, os depósitos de recursos na caderneta de poupança somaram R$ 107,4 bilhões, enquanto que as retiradas totalizaram R$ 108,7 bilhões. Ao fim do período, o saldo total de recursos depositados na poupança somou R$ 386 bilhões, contra R$ 378,7 bilhões no fechamento de 2010. Já o rendimento creditado nas contas dos poupadores somou R$ 2,07 bilhões no mês passado.

Rendimento

De janeiro a maio deste ano, a caderneta de poupança apresentou um rendimento de cerca de 3%. No mesmo período, os fundos de renda fixa, de acordo com dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), apresentaram uma remuneração de 5%, enquanto que os fundos referenciados em DI (que acompanham os juros básicos da economia) apresentaram rendimento de 4,6%.

Na poupança, cuja correção é determinada pela variação da taxa referencial (TR) mais 0,5% ao mês, não é cobrada taxa de administração e nem Imposto de Renda (IR) - ao contrário dos investimentos em fundos. Nos cinco primeiros meses deste ano, o ingresso de recursos nos fundos de investimento somou cerca de R$ 40 bilhões.

Crédito imobiliário
As aplicações em caderneta de poupança estão divididas em duas modalidades: Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e a chamada poupança rural.

No caso do SBPE, 65% dos recursos devem ser destinados a empréstimos imobiliários, o que aumenta a disponibilidade de financiamentos para a compra da casa própria, e, na poupança rural, os recursos são canalizados para o desenvolvimento da agricultura.

Nos cinco primeiros meses de 2011, o SBPE teve uma retirada líquida (acima do volume de depósitos) de R$ 1,36 bilhão. A saída de recursos da caderneta de poupança, portanto, não é positiva para o crédito imobiliário.

Fonte: Banco Central

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEXY
Viviane Araújo arrasa em ensaio só de lingerie transparente
AMAMBAI
Ciclista fratura cabeça em queda e morre no meio da rua
DOURADOS
PF ministra curso de direção operacional a novos guardas
LEGISLATIVO DE MS
De recesso nas sessões ordinárias, AL faz homenagem ao líder da Sukyo Mahikari
DOURADOS
Celular roubado no ano passado é recuperado próximo a Ceim
BARBÁRIE
Mulher é morta a facadas em Amambai
REGIÃO DO PANTANAL
Vacinação contra febre aftosa termina nos próximos dias
ÉÉÉ CAMPEÃOOO
França bate Croácia e fica com o bi mundial
SAÚDE
Saiba como se prevenir contra as doenças do inverno
UFGD
Inscrições de trabalho para Encontro de pesquisadores terminam hoje

Mais Lidas

RESIDENCIAL BONANZA
Homem atropela casal em Dourados após ser contrariado
DOURADOS
Homem é atropelado após “roletar” avenida com bicicleta motorizada
MS-156
Rapaz morre após ser atropelado duas vezes em rodovia
PEDRO JUAN
Troca de tiros deixa 3 pessoas feridas na fronteira