Menu
Busca terça, 17 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Polícia prende vereadores e secretários acusados de corrupção

06 junho 2011 - 12h41

A Polícia Civil cumpre desde a madrugada desta segunda-feira (6) mandados de busca e apreensão em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. De acordo com o chefe dos investigadores Ivan Jerônimo da Silva, até as 10h, 13 pessoas já haviam sido detidas suspeitas de fazer parte de um esquema de corrupção e desvio de dinheiro na Prefeitura do município.

As investigações, que começaram no mês de março, apontam que os suspeitos estão envolvidos na fraude que ocorria no setor da dívida ativa de Taboão da Serra. Um esquema criminoso cobrava uma porcentagem da dívida dos devedores para terem quitados débitos irregularmente. Os valores devidos eram apagados da conta de dívidas ativas e não entravam no caixa da Prefeitura.

Entre os presos nesta segunda-feira estão servidores, ex-servidores, três secretários, um vereador, um assessor de vereador, um secretário especial do prefeito, a secretária adjunta de finanças. O dono de uma imobiliária do município também foi detido. Ele é acusado de reduzir o valor venal dos imóveis para que os devedores tivessem o valor dos seus impostos reduzidos.

De acordo com o chefe dos investigadores, foram apreendidos documentos e computadores, que devem ajudar nas investigações. Veículos também foram apreendidos. Até as 10h30, a Câmara dos Vereadores e a Prefeitura de Taboão da Serra ainda não haviam se manifestado sobre o assunto.

Investigações

A investigação começou em março. No início de maio, sete suspeitos foram presos por envolvimento no esquema que fraudava a dívida pública ativa do município, sendo três vereadores e ex-funcionários municipais de alto escalão. Segundo a polícia, ao retirar do sistema o saldo devedor, eles embolsavam uma parte do débito baixado.

Na época, o prefeito de Taboão da Serra, Evilásio Cavalcante de Farias (PSB), afirmou que o esquema foi descoberto pela Secretaria de Finanças, que observou que as baixas nas dívidas ativas não correspondiam às entradas de recursos. Foi montado um esquema para flagrar o servidor que dava baixa nas dívidas dos devedores que pagavam um montante para integrantes do grupo.

A Prefeitura contratou uma auditoria independente para fazer uma varredura nas contas municipais.

Suplentes assumem

Nesta segunda-feira, a Câmara dos Vereadores de Taboão da Serra irá ouvir uma das pessoas responsáveis pela criação de senhas de acesso ao sistema que permitiu ao grupo criminoso deduzir os débitos do sistema da Prefeitura.
À tarde, os três suplentes dos vereadores que foram presos na primeira parte da operação, em maio, tomam posse.

Alberto Queiroz substitui Carlos Andrade (PV); Fausta Santos Leite assume o posto de Arnaldo dos Santos do (PSB); e Tales Franco assume a cadeira de José Luiz Eloy (PMDB).

Fonte: G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Lei prorroga mandado de diretores das escolas estaduais
BRASILEIRÃO/2018
Após fim da Copa, Brasileirão terá seis clássicos em quatro dias
SECURA
Sem chuva há quase 40 dias, umidade do ar fica abaixo de 30% em Dourados
JAPORÃ
Promotora faz visita surpresa e descobre que bioquímico de posto de saúde trabalha em outra cidade
DIÁRIO OFICIAL
Publicado edital para eleição complementar do Conselho de Alimentação
SEU BOLSO
Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas
REFUGIADOS
54% dos venezuelanos que entraram no Brasil por RR desde 2017 já deixaram o País
CRIME AMBIENTAL
PMA captura anta com ferimentos em rancho de Coxim
FURTO EM COMÉRCIO
Guarda Municipal prende autora de furto em mercado de Dourados
VOLTA AO JAPÃO
Zico é anunciado como diretor técnico do Kashima Antlers

Mais Lidas

ACIDENTE
Douradense morre horas depois de cair do cavalo em fazenda
BUSCAS
Pai busca notícias sobre filho adolescente desaparecido em Dourados
DOURADOS
Polícia prende assassino de mecânico morto a pauladas
DOURADOS
Homem é assassinado na porta da própria casa