Menu
Busca terça, 20 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Polícia prende vereadores e secretários acusados de corrupção

06 junho 2011 - 12h41

A Polícia Civil cumpre desde a madrugada desta segunda-feira (6) mandados de busca e apreensão em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. De acordo com o chefe dos investigadores Ivan Jerônimo da Silva, até as 10h, 13 pessoas já haviam sido detidas suspeitas de fazer parte de um esquema de corrupção e desvio de dinheiro na Prefeitura do município.

As investigações, que começaram no mês de março, apontam que os suspeitos estão envolvidos na fraude que ocorria no setor da dívida ativa de Taboão da Serra. Um esquema criminoso cobrava uma porcentagem da dívida dos devedores para terem quitados débitos irregularmente. Os valores devidos eram apagados da conta de dívidas ativas e não entravam no caixa da Prefeitura.

Entre os presos nesta segunda-feira estão servidores, ex-servidores, três secretários, um vereador, um assessor de vereador, um secretário especial do prefeito, a secretária adjunta de finanças. O dono de uma imobiliária do município também foi detido. Ele é acusado de reduzir o valor venal dos imóveis para que os devedores tivessem o valor dos seus impostos reduzidos.

De acordo com o chefe dos investigadores, foram apreendidos documentos e computadores, que devem ajudar nas investigações. Veículos também foram apreendidos. Até as 10h30, a Câmara dos Vereadores e a Prefeitura de Taboão da Serra ainda não haviam se manifestado sobre o assunto.

Investigações

A investigação começou em março. No início de maio, sete suspeitos foram presos por envolvimento no esquema que fraudava a dívida pública ativa do município, sendo três vereadores e ex-funcionários municipais de alto escalão. Segundo a polícia, ao retirar do sistema o saldo devedor, eles embolsavam uma parte do débito baixado.

Na época, o prefeito de Taboão da Serra, Evilásio Cavalcante de Farias (PSB), afirmou que o esquema foi descoberto pela Secretaria de Finanças, que observou que as baixas nas dívidas ativas não correspondiam às entradas de recursos. Foi montado um esquema para flagrar o servidor que dava baixa nas dívidas dos devedores que pagavam um montante para integrantes do grupo.

A Prefeitura contratou uma auditoria independente para fazer uma varredura nas contas municipais.

Suplentes assumem

Nesta segunda-feira, a Câmara dos Vereadores de Taboão da Serra irá ouvir uma das pessoas responsáveis pela criação de senhas de acesso ao sistema que permitiu ao grupo criminoso deduzir os débitos do sistema da Prefeitura.
À tarde, os três suplentes dos vereadores que foram presos na primeira parte da operação, em maio, tomam posse.

Alberto Queiroz substitui Carlos Andrade (PV); Fausta Santos Leite assume o posto de Arnaldo dos Santos do (PSB); e Tales Franco assume a cadeira de José Luiz Eloy (PMDB).

Fonte: G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Sergio Moro destaca importância de prisão em segunda instância
OPERAÇÃO KRATOS
Polícia prende cinco e apreende armas e drogas em ação
ORDEM DO DIA
Cadastro Estadual de Pessoas com deficiência vai à redação final
MS
Veículo com sinais de identificação adulterados é apreendido pela polícia
ESTUPRO
Homem é preso após dormir com a namorada de 11 anos
RIO DE JANEIRO
Sequestrador estava em surto psicótico e ameaçou incendiar o ônibus
LOGÍSTICA
Nelsinho vem com ministro Ernesto Araújo a MS e realiza palestra em evento sobre corredor bioceânico
LOTERIA
Prêmio da Mega deve pagar R$ 31 milhões amanhã
LEGISLATIVO
Cadastros de programas sociais terão informações sobre violência doméstica
DOURADOS
Seis projetos e dois vetos são aprovados pela Câmara

Mais Lidas

NO PARANÁ
Douradense morre ao ser prensado por caminhão em laticínio
DOURADOS
Acusado de participação no sequestro de família douradense se apresenta à polícia
DOURADOS
Em ato de filiação ao PSL, reitora temporária diz não ter prazo para deixar comando da UFGD
MS-376
Veículo fica completamente destruído e homem morre em acidente entre Vicentina e Fátima do Sul