Menu
Busca quarta, 26 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Pobreza afeta 81 milhões de crianças na América Latina

23 maio 2011 - 10h07

Na América Latina e no Caribe, 45% das crianças e dos adolescentes não têm assegurados seus direitos básicos, em decorrência da pobreza que atinge 81 milhões de meninos e meninas com menos de 18 anos.

A conclusão é de um estudo divulgado pela Comissão Econômica América Latina e Caribe (Cepal) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking, com 38,8% de crianças e adolescentes na faixa considerada de pobreza. Para a análise do material foram considerados fatores como nutrição, acesso à água potável, saneamento, habitação de qualidade, escola e aos meios de comunicação.

"Para eliminar o flagelo da pobreza infantil, os governos devem integrar as políticas sociais, as políticas de emprego e as políticas macroeconômicas”, explica Alicia Bárcena, secretária executiva da Cepal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DO PARAGUAI
Polícia apreende contrabando de cigarros avaliado em mais de R$ 1,3 milhão
TRAGÉDIA
Peão de MS morre ao receber chifrada de touro durante rodeio em SP
ELEIÇÕES 2018
Presidenciáveis gastam R$ 130,4 milhões na campanha eleitoral
ORDEM DO DIA
Parlamentares da ALMS analisam três projetos nesta quarta-feira
DOURADOS
Populares flagram ladrão levando fios de cobre em casa para alugar
CAMPO GRANDE
IEL altera data de realização do curso sobre principais aspectos da gestão financeira
DOURADOS
Homem é preso após furtar mercado para comprar bebida alcoólica
POLÍCIA
Ladrões voltam a atacar e levam motos em Dourados
ODEBRECHT
Raquel Dodge pede ao Supremo para suspender inquérito contra Temer
TELEVISÃO
Paulo escorrega no prato surf'n'turf e é eliminado do Masterchef

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia encontra bilhete com “mula” e fecha entreposto de drogas no Estrela Porã
OPERAÇÃO REMAKE
Gaeco cumpre mandados e apura desvio de R$ 670 mil em sindicato
BR-163
Gol carregado com maconha é apreendido em Dourados
ÁGUA BOA
Homem armado invade casa e leva dinheiro da vítima