Menu
Busca domingo, 20 de maio de 2018
(67) 9860-3221
IMOBILIÁRIA CONTINENTAL (BANNER 1 TOPO)

Passageiro de 1ª classe é pego com filhotes de urso em bagagem

13 maio 2011 - 08h36

A polícia tailandesa prendeu um cidadão dos Emirados Árabes que tentou embarcar em um voo de primeira classe entre Bangcoc e Dubai com vários animais ameaçados em sua bagagem.

Ele levava filhotes de diferentes espécies: dois leopardos, duas panteras, um urso e dois macacos.

Os animais estavam todos vivos e tinham de quatro a cinco semanas de idade.

''Apreensões de animais ocorrem com alguma regularidade. Mas é a primeira vez que vemos algo desse porte'', disse à BBC Brasil Roy Shlieben, assessor de comunicação da organização não-governamental tailandesa Freeland, que combate o tráfico de animais e a escravidão de seres humanos.

Os animais estavam espalhados em diferentes contêineres na bagagem de Noor Mahmoodr, de 36 anos.

Rede de tráfico

O coronel Kiattipong Khawasamag, da divisão de Crimes contra a Natureza da polícia tailandesa, comandou a operação e disse que as investigações prosseguem, pois acredita-se que o incidente possa estar ligado a uma rede de tráfico de animais.

Os animais foram levados para uma clínica veterinária, onde receberam tratamento. Segundo Roy Shlieben, os animais provavelmente estavam sendo mantidos em cativeiro.

Como já travaram contato com seres humanos, afirma Shileben, eles não poderão ser reintroduzidos em seus habitats naturais, já que dificilmente se adaptariam.

Por conta disso, os filhotes devem ser encaminhados para centros mantidos pelo Departamento Nacional de Parques e Vida Selvagem da Tailândia e entregues a organizações não-governamentais que zelam pela proteção de espécies ameaçadas.

De acordo com o assessor da Freeland, o tráfico de animais selvagens ''movimenta um mercado negro altamente lucrativo, que fatura entre US$ 10 a US$ 30 bilhões (cerca de R$ 16 bilhões a R$ 48 bilhões) por ano e que sustenta várias organizações criminosas.

''Os animais silvestres costumam ir parar ou em zoológicos particulares de pessoas que querem ostentar sua riqueza ou acabam sendo mortos para que suas peles sejam usadas em roupas ou como troféus ou ainda que seus órgãos sejam utilizados em medicamentos tradicionais'', afirma Roy Shlieben.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Mulher é executada a tiros na fronteira
CAMPO GRANDE
Chefe de quadrilha investigada pela PF foge de presídio
GELAAAADO
Dourados tem temperatura abaixo de 10ºC em dia mais frio do ano
LOTERIAS
Mega acumula e deve pagar R$ 6,5 milhões na quarta
ACABOU
54ª Expoagro encerra hoje; Parque de Exposições ainda estará aberto para visitas
SHOWBIZ
Mayra Cardi exibe barriguinha de grávida em pose de biquíni
BALANÇO
Em Dourados, conselheiros do Sebrae destacam ações da instituição
CAMPO GRANDE
DOF prende mais de 500 quilos de maconha que iria para São Paulo
SERTANEJO
Mesmo com chuva, dupla Jorge e Mateus empolga na Expoagro
CONCURSO
Provas do processo seletivo de estágio do TJ-MS serão amanhã

Mais Lidas

FRONTEIRA
Homem é executado por pistoleiros em "Favelinha" de Ponta Porã
AMAMBAI
Polícia apreende mais de três toneladas e maconha na fronteira
DOURADOS
Polícia civil de Dourados registra quatro assaltos em 24 horas
PARAGUAI
Homem é enforcado e tem corpo abandonado em estrada vicinal