Menu
Busca sexta, 24 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
BRASIL

Partido questiona norma que admite cobrança de tarifa de cheque especial sem utilização do serviço

14 janeiro 2020 - 09h42Por Assessoria/STF

O partido Podemos ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) ação contra a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que passou a admitir a cobrança de tarifa pela oferta de cheque especial por instituições financeiras mesmo que o serviço não seja utilizado. A matéria é objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 645, distribuída ao ministro Gilmar Mendes.

A Resolução 4.765/2019 do CNM possibilita a cobrança de 0,25% pelo crédito automático em conta de depósitos à vista de pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI) para limites superiores a R$ 500 – o que, para o Podemos, interfere em regras de livre concorrência em relações contratuais privadas para beneficiar instituições financeiras e onera o consumidor. Ao admitir a cobrança de tarifa pela mera possibilidade do uso de serviço de crédito, segundo o partido, o ato normativo eleva as tarifas bancárias ao status de tributo, “subvertendo completamente a relação consumerista cliente-banco, equiparando-a à relação tributária cidadão-Estado”.

Ainda de acordo com o Podemos, o argumento utilizado pelo CMN de que a tarifa favoreceria a melhor concessão de limite pelas instituições financeiras e a utilização racional do cheque especial pelos clientes parte do pressuposto de que o poder público teria legitimidade para tutelar as escolhas individuais dos cidadãos, o que fere a dignidade da pessoa humana, o exercício da cidadania e o princípio da isonomia, pois não alcança as pessoas jurídicas. A resolução também afetaria os próprios bancos, ao impedir que formulem estratégias negociais visando à maior eficiência econômica e à competitividade, em ofensa aos princípios da livre iniciativa e da livre concorrência.

O partido pede que o STF declare que o CMN não tem competência para editar norma que preveja a cobrança de tarifa pela mera disponibilização, quando não utilizado, de cheque especial concedido por instituições financeiras em conta de depósitos à vista titulada por pessoas naturais e por microempreendedores individuais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSTO
Sucuri de 7 metros é capturada em sala de máquinas no interior de MS (vídeo)
TRAGÉDIA
Pai e filha mortos em acidente no PR serão velados em Dourados
ARTIGO
Não podemos ter tudo, e todos os dias a vida nos dá a oportunidade de fazermos escolhas
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Sedhast abre inscrições para capacitação dos novos conselheiros tutelares
AMAMBAI
Gestante de 18 anos é presa com mais de oito quilos de Skank
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar R$ 40 milhões no sábado
JUSTIÇA
Suspeita de identidade falsa faz juiz manter prisão do sucessor de "Minotauro"
CACOAL
Quadrilha que matou casal de Coronel Sapucaia é presa em Rondônia
EDUCAÇÃO
Prazo de apresentação de propostas para o Future-se terminam hoje
DOURADOS
Prefeitura abre cadastro para o calendário de eventos 2020

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Pai e filha moradores de Dourados morrem em acidente no Paraná
VILA ROSA
Homem morre após ser atingido por facada no pescoço em bairro de Dourados
TRÁFICO
‘Espaço de lazer’ em Dourados era usado para guardar drogas e abrigar fugitivos
DOURADOS
Assassinato na Vila Rosa aconteceu por ciúmes durante manutenção em porta