Menu
Busca Sexta, 20 de Outubro de 2017
(67) 9860-3221
Maximos
POLÍTICA

Padilha diz que governo "segue firme" para aprovar TLP

12 Agosto 2017 - 10h30

Para acalmar o mercado, que fechou os negócios hoje (11) sob a incerteza da aprovação da Medida Provisória 777, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, usou o Twitter para assegurar que o governo trabalha "firme" pela aprovação da proposta, que trata da substituição da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), usada em contratos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pela Taxa de Longo Prazo (TLP).

O dólar, que estava em movimento de queda ao longo desta sexta-feira, disparou no fim do dia, chegando a R$ 3,2188 e fechando em R$ 3.1741.

"O governo segue firme para a aprovação da TLP, sob o comando do ministro [da Fazenda, Henrique] Meirelles. A TLP é tema de relevância para a política econômica. #Meirelles", tuitou Padilha.

A reação do mercado foi provocada pelo atraso no cronograma de análise da MP e pelas especulações sobre o anúncio da nova meta fiscal. Por falta de quórum, a comissão mista que debate a matéria adiou a votação do relatório do deputado Betinho Gomes (PSDB-PE) da última quarta-feira (9) para a próxima terça-feira (15).

A MP 777 enfrenta resistência de diversos parlamentares sob a alegação de que a TLP será maior do que a TJLP, encarecendo o crédito do BNDES, principal financiador de projetos de médio e longo prazo do país.

A TJLP, atualmente em 7% ao ano, é subsidiada pelo Tesouro Nacional. Quanto maior sua distância da Selic, taxa básica de juros da economia, hoje em 9,25% ao ano, maior o custo para o Tesouro.

Em audiência pública realizada pela comissão especial que analisa a MP 777, o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto de Almeida, disse que a política de subsídio não é adequada para grandes empresas. "[Parte do subsídio concedido] foi para empresas que não precisavam de ajuda nenhuma do setor público. Alguns falam que foi política industrial. Isso está equivocado", disse.

Segundo o secretário, o Brasil investiu R$ 723 bilhões com subsídios para o setor privado no período de 10 anos encerrado em dezembro de 2016.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Cartão de confirmação da inscrição do Enem já está disponível
DOURADOS
Ladrão invade metalúrgica e leva computadores
CHUVOSO
Sol tira folga e final de semana deve ser com chuva em Dourados
PARQUE DO IVINHEMA
Incêndio que consumiu 28 mil hectares de parque é controlado
EDUCAÇÃO
Termina hoje prazo de inscrição do Enem para privados de liberdade
TELEVISÃO
Internautas se surpreendem com Vinicius D'black no 'The Voice Brasil'
FRONTEIRA EM GUERRA
Brasileiros são executados em Pedro Juan Caballero
DOURADOS
Atendimento de ônibus deve zerar fila de exames de mamografia
ESPORTES
27ª edição da Corrida e da Caminhada da Saúde será no domingo
SAÚDE&ESTÉTICA
Conhecida também como faringite, dor de garganta é comum nesta época do ano

Mais Lidas

VENTO E TERRA
Ventos e ‘tempestade de terra’ deixa douradenses em estado de atenção
VENTANIA
Internautas captam várias imagens da ‘tempestade de terra’ em Dourados; confira
VENTOS DE 46KM/H
Vídeo mostra árvore “esmagando” veículo em Dourados
ESTRELA PORÃ
Pai é suspeito de ter estuprado a filha em Dourados