Menu
Busca terça, 18 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

ONU aprova Década do Afrodescendente a partir de 2013

13 dezembro 2012 - 19h00

O ano de 2013 pode marcar o início de um período de aprofundamento do debate sobre os direitos da população afrodescendente. A Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução contra o racismo e a discriminação racial e propondo o período de 2013 a 2022 como a Década do Afrodescendente. O documento ainda precisa ser ratificado pela Assembleia Geral das Nações Unidas para que a década seja oficialmente proclamada.

A Resolução contra o Racismo e a Discriminação Racial foi aprovada no final de novembro por 127 a 6 (Austrália, Canadá, Israel, Estados Unidos, Ilhas Marshall e República Tcheca), e 47 abstenções. O texto solicita que o presidente da Assembleia Geral abra processo preparatório informal de consultas intergovernamentais com vistas à proclamação da década, cujo título é Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento.

"A resolução aprovada pede que se inicie um processo de interlocução com os países-membros, visando discutir a implantação da década. Ela também é importante porque dá mais visibilidade ao tema nos fóruns internacionais, o que faz com que os países-membros da ONU comecem a dar importância à temática", explica o assessor internacional da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), diplomata Albino Proli.

Proli destaca que a resolução também recomenda aos 192 países-membros diretrizes políticas para atender às demandas da população negra no mundo. “A resolução reafirma os propósitos de combate ao racismo e promoção da igualdade racial em nível mundial, já firmados na 3ª Conferencia Mundial contra o Racismo, a Xenofobia, a Discriminação Racial e Intolerância Correlata, que aconteceu em Durban no ano de 2001”

O diplomata explica que a ideia da década surgiu dos movimentos sociais negros e que o processo se intensificou depois da Cúpula Ibero-Americana de Alto Nível em Comemoração ao Ano Internacional dos Afrodescendentes, em Salvador, no final de 2011. “Houve uma interlocução com os movimentos e na Declaração de Salvador consta o apoio à realização de uma Década Afrodescendente.”

O Brasil é o país do mundo com o maior número de afrodescendentes, equivalente a 100 milhões de pessoas, segundo o Censo 2010. Proli destaca que o governo brasileiro participou da elaboração da resolução e propôs a criação de um observatório de dados estatísticos sobre afrodescendentes na América no Sul e no Caribe e a criação de um fundo ibero-americano em benefício dos afrodescendentes.

A expectativa é que a proclamação da Década Afrodescendente contribua para a criação de um fórum permanente sobre essa população que seja criada uma Declaração Universal dos Direitos dos Povos Afrodescendentes. “Anos atrás, quando a ONU decretou a Década dos Povos Indígenas houve uma série de atividades e debates que resultaram na criação do fórum permanente dos povos indígenas e a criação da Declaração Universal dos Povos Indígenas," observa Proli.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Sasha enfrenta calor forte do Rio em dia de praia com amigas
LADÁRIO
Antes da prisão, vereador procurou MP para “entregar” delator
CAARAPÓ
Juiz federal determina reintegração de área invadida por índios
TRÊS LAGOAS
Três dias após internação, professora morre com suspeita de dengue
RELIGIÃO
Imagens sacras serão mantidas no Planalto e Alvorada, diz Bolsonaro
AQUIDAUANA
Operador de máquina morre um dia após batida entre carro e caminhão
LIMINAR
Justiça de Goiás nega habeas corpus ao médium João de Deus
BATAGUASSU
Polícia apreende 115 quilos de cocaína em estepe de caminhão
MAIS CEDO
Globo oficializa que jogos de quarta-feira terão início às 21h30
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil poderão usar WhatsApp para fazer saques

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica
POLÍCIA
Jovem é baleada em tentativa de assalto em Dourados