Menu
Busca segunda, 15 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Número de beneficiários do BPC dobra nos últimos anos

04 dezembro 2012 - 17h15

Nos últimos anos, mais que dobrou o número de brasileiros com algum tipo de deficiência atendidos por programas, ações e benefícios do governo federal, disse a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, durante abertura da III Conferência Nacional dos Direito da Pessoa com Deficiência, nessa segunda-feira (3), em Brasília. “Antes, tínhamos menos de um milhão de pessoas com deficiência dentro do Benefício de Prestação Continuada e hoje são mais de 2 milhões. Portanto, dobramos o número de pessoas recebendo o BPC, vulneráveis não só pela deficiência, mas também porque são pessoas pobres”, destacou a ministra.

Com o BPC na escola, executado em parceria com o Ministério da Educação (MEC), o número de crianças que recebiam o benefício e estavam matriculadas também aumentou, disse Tereza Campello. “Tínhamos 80 mil crianças que recebiam o BPC e estavam na escola. Hoje, chegamos a 300 mil crianças por causa das ações de busca ativa.” Apesar dos bons resultados, a ministra acredita que ainda há muito a fazer. “Não estamos satisfeitos, precisamos avançar mais.”

Segundo ela, outro avanço importante foi obtido com o BPC Trabalho. “Essa ação oferece mais segurança às pessoas deficientes que desejem trabalhar, porque elas sabem que se não conseguirem ir adiante (devido as limitações), podem voltar ao BPC sem correr o risco de perder o benefício”, explicou Tereza Campello.

Durante 12 anos, o benefício pago pelo BPC, hoje no valor de R$ 620, foi fundamental para que a dona de casa Anália Alves Marques, de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, pudesse pagar as despesas para sustentar a filha Naiara Marques. Por conta da paralisia cerebral, a menina passou a receber o pagamento do BPC antes dos dois anos de vida. “Foi o primeiro recurso que eu consegui. Esse dinheiro sempre ajudou muito. Com o salário do meu marido e o benefício do governo, conseguíamos viver mais tranquilos”, contou Anália. Além de Naiara, ela é mãe de outras três crianças.

Ano passado, devido a um acidente enquanto se alimentava, a alimentação foi parar no pulmão de Naiara, o que fez com que ela passasse dias em uma unidade de tratamento intensivo (UTI), em São Paulo. Segundo Anália, hoje, as despesas com a filha estão acima de R$ 2 mil por mês. “Ela está com 12 quilos, só pele e osso. Precisa de alimentação especial, como parte do tratamento, usa na pele uma espécie de adesivos como se fosse uma segunda pele para evitar as escaras. Cada caixa, com cinco unidades, custa R$ 60. Naiara usa uma média de 30 desses por mês.”

Perspectivas e desafios – Este ano, a Conferência Nacional dos Direito da Pessoa com Deficiência tem o seguinte tema inicial: “Um novo olhar através da Convenção sobre os Direitos da pessoa com Deficiência, da Organização das Nações Unidas (ONU): novas perspectivas e desafios”.

O evento é organizado pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência e prossegue até a quinta-feira (6), com a discussão de diversos eixos temáticos e assuntos relativos à população com deficiência.

A secretária nacional adjunta de Assistência Social, Valéria Gonelli, participa do evento como palestrante nesta terça-feira (4), a partir das 14h. Ela vai falar sobre “Padrão de Vida e Proteção Social”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Aline Riscado faz stand up paddle na piscina
ESPORTES
Tite muda e adota mistério na seleção brasileira para enfrentar a Argentina
CAMPO GRANDE
Jovem corre atrás de ônibus em movimento, tenta forçar porta para entrar e morre atropelado
INTERNACIONAL
Acidente com avião de pequeno porte deixa mortos na Alemanha
OPORTUNIDADE
Encerra hoje o prazo de inscrição para concurso do IFMS
REGIÃO
PMA autua três por pesca ilegal no rio Pardo e Anhanduí
AGRONEGÓCIO
Conab prevê safra recorde em 2018/19, com soja e milho liderando
CAMPO GRANDE
Jovem é baleado ao sair de boate
FÁTIMA DO SUL
Quadrilha que sequestrou e levou família para mata para levar caminhão é presa
INTERNACIONAL
Alto Comissariado da ONU condena violência durante eleições no Brasil

Mais Lidas

DOURADOS
Ciclista sofre atropelamento e fica em estado gravíssimo
DOURADOS
Traficante que atuava com “disk drogas” é preso
DOURADOS
Dois são presos por promover festa para menores de idade “regada” com bebida alcoólica
TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente no RS