Menu
Busca domingo, 27 de maio de 2018
(67) 9860-3221
SICREDI

Novas regras devem incentivar uso racional do cartão de crédito

24 maio 2011 - 10h57

As novas regras de cartão de crédito têm o objetivo de incentivar o uso racional do instrumento e ajudar as famílias a reduzir o endividamento excessivo, afirmou hoje, o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, que participa da abertura de seminário para esclarecer as novas regras.

Segundo Tombini, eram crescentes as reclamações de usuários contra as empresas de cartões de crédito. Por isso, foi necessário “aperfeiçoar” esse relacionamento. “Esse ambiente representava potencial risco operacional e reputacional”, disse.

De acordo com Tombini, o BC continuará a acompanhar o desenvolvimento da indústria de cartão de crédito e débito e poderá, sempre que necessário, adotar novas medidas. Segundo ele, as novas regras não representam o “fim de um processo”.

A partir do dia 1º de junho, o valor mínimo a ser pago todos os meses não poderá ser inferior a 15% do total da fatura do cartão de crédito. Esse percentual sobe para 20% a partir de dezembro de 2011.

A mudança é resultado de uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN), definida em novembro do ano passado. Segundo o BC, o objetivo de definir um percentual mínimo de pagamentos é evitar o risco de superendividamento.

Durante o seminário, também será divulgada uma cartilha, disponível no site do BC, com orientações sobre as novas regras.

Outra mudança do CMN é limitar a cinco o número de tarifas que podem ser cobradas dos clientes de cartões de crédito: anuidade; emissão de 2ª via do cartão; retirada em espécie na função saque; no uso do cartão para pagamento de contas; e no caso de pedido de avaliação emergencial do limite de crédito. Essa limitação no número de tarifas passa a valer para os cartões emitidos a partir de 1º de junho de 2011. Para quem já tem cartão de crédito ou adquirir um até 31 de maio deste ano, as cinco tarifas valem a partir de 1º de junho de 2012.

Segundo o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, atualmente existem cerca de 80 tarifas diferentes cobradas pelo uso do cartão de crédito.

Também ficou definido que só serão permitidos dois tipos de cartão: o básico e o diferenciado, associado a programas de benefícios e recompensas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Jornalista amazonense Mayra Dias é coroada Miss Brasil 2018
DOURADOS
Populares se unem a caminhoneiros e fazem “mega carreata”
CORUMBÁ
Daniela Mercury sacode Corumbá com ‘Banzeiro’ e faz saudação a Manoel de Barros
BRASIL
Petroleiros deflagram greve de 72 horas a partir de quarta-feira
MS
PMA prende dois homens por furto de gado em fazenda
BRASIL
Forças de segurança escoltam caminhões para garantir abastecimento de combustível
REGIÃO
Reconstrução da MS-178 na entrada de Bonito usa engenharia das maiores obras do País
REGIÃO
PMA fecha carvoaria ilegal e autua proprietária em R$ 3,6 mil
BRASIL
11 aeroportos estão sem combustível neste domingo, informa a Infraero
ESPORTES
Ainda invicto, São Paulo faz confronto direto com América-MG

Mais Lidas

DOURADOS
Após desabastecimento, chegada de gasolina em alguns postos gera fila ‘gigante’
GREVE DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros tiram veículos da rodovia, mas paralisação segue firme em Dourados
NÃO ATRAPALHAM
Juiz cita direito de greve e nega reintegração de posse da BR-163
ESCASSEZ
Fim de semana deve ‘esvaziar’ supermercado, afirma gerente