Menu
Busca Domingo, 17 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
Corpal - Dezembro 2017
BRASIL

MPF processa Graça Foster e Guido Mantega por prejuízos à Petrobras

06 Dezembro 2017 - 19h20Por Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro está processando, por improbidade administrativa, a ex-presidente da Petrobras Graça Foster e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, por manipulação de preços de combustíveis e consequente prejuízo bilionário à estatal. A informação foi divulgada em nota, nesta quarta-feira (6), pela assessoria do MPF.

Além de Graça e Mantega são processados na ação civil pública, por condução indevida de preços da gasolina e do diesel, outros cinco ex-integrantes do Conselho de Administração da companhia: Miriam Belchior, Francisco Roberto de Albuquerque, Luciano Coutinho, Marcio Zimmermann e José Maria Ferreira Rangel.

De acordo com o MPF, parte dos membros do Conselho de Administração à época, principalmente os indicados pelo governo, deliberaram, entre o final de 2013 e outubro de 2014, por manter uma política de retenção de preços dos combustíveis e a defasagem em relação ao mercado internacional, contrário aos interesses da Petrobras.

“Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014”, destacaram os procuradores da República Claudio Gheventer, Gino Augusto de Oliveira Liccione, André Bueno da Silveira e Bruno José Silva Nunes, autores da ação.

O MPF quer ainda que a União, acionista controladora da Petrobras, seja condenada a ressarcir a estatal por usá-la indevidamente para combater a inflação.

“Estima-se que essa política de retenção de preços, que provocou grande defasagem entre o preço de importação da gasolina e do diesel e o preço de venda desses produtos no mercado interno, causou um prejuízo de dezenas de bilhões de reais, sendo, junto com as perdas sofridas em razão da corrupção que assolou a companhia, desvendada pela Operação Lava Jato, uma das causas da grave crise financeira enfrentada pela Petrobras nos dias atuais”, concluíram os procuradores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PLEITO
Crea/MS divulga resultado parcial da eleição para nova diretoria
FRUSTRADO
Mulher é assaltada quando chegava em casa na Vila Aurora
EXPANSÃO
Novo voo internacional ligará MS a nove países até 40% mais barato
DOURADOS
Após denúncia polícia fecha “Boca da Jéssica” no João Paulo II
POLÍTICA
Tucano que votar contra reforma da Previdência será punido, diz Alckmin
TRÁFICO
Homem é preso com 715 quilos de maconha na MS-276 em Indápolis
TELEVISÃO
Grazi Massafera já pensou em deixar de ser atriz; "não amava o que fazia"
ACORRENTADO
Recuperada caminhonete de homem encontrado no rio Dourados
EDUCAÇÃO
UFGD oferece 36 cursos de graduação pelo sistema do SISU
MESMO CRIME
Dois são condenados em processo envolvendo filho de desembargadora

Mais Lidas

2016
Polícia investiga possível homicídio em queda de avião no MS
HAYEL BON FAKER
Bilhete de pedágio “denuncia” e dupla é presa em Dourados após furto em Rio Brilhante
DOURADOS
Homem é preso após ser flagrado empurrando moto furtada
MANTIDO EM MS TAMBÉM
Governo mantém horário de verão para 2018, mas reduz tempo de duração