Menu
Busca quinta, 09 de abril de 2020
(67) 9860-3221
POLÍTICA

MPF defende anulação dos atos de Alvim na Secretaria de Cultura

20 janeiro 2020 - 22h20Por G1

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que integra o Ministério Público Federal, divulgou documento nesta segunda-feira, dia 20 de janeiro, em que defende a anulação de todos os atos de Roberto Alvim à frente da Secretaria Especial de Cultura do governo federal.

A representação também pede que Alvim seja responsabilizado, nas esferas administrativa e criminal, pelo vídeo com referências estéticas e discurso semelhante ao do ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O vídeo foi divulgado na noite da última quinta-feira (16), e Alvim, demitido pelo presidente Bolsonaro na sexta (17).

O documento será analisado pela Procuradoria da República do Distrito Federal, que vai decidir se encaminha as ações à Justiça. No documento, a PFDC não aponta quais crimes poderiam ser indicados na ação judicial, mas cita precedente do Supremo Tribunal Federal (STF) que equiparou a apologia ao nazismo ao crime de racismo, que é imprescritível.

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, afirma na representação que os processos tornariam evidente "que não há espaço, no Estado brasileiro, para flertes com regimes autoritários que fizeram da superioridade racial política de governo".

Prêmio das Artes

O vídeo divulgado por Roberto Alvim e com referências à estética nazista tratava do lançamento do Prêmio Nacional de Artes, que promete distribuir mais de R$ 20 milhões para patrocinar produções inéditas em cultura. Até esta segunda (20), o edital ainda não tinha sido publicado.

Na representação, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão também defende que esse edital seja anulado, assim como as nomeações de equipe que tiverem sido assinadas pelo então secretário.

"A mera destituição do cargo não é resposta suficiente a uma conduta que atinge os valores estruturantes da Constituição brasileira", diz o texto.

Discurso a atores x discurso sobre prêmio de arte

O discurso de Goebbels consta do livro “Joseph Goebbels: Uma biografia”, do historiador alemão Peter Longerich. O vídeo com a declaração de Alvim foi postado na página da Secretaria Especial de Cultura no YouTube, e deletado após a polêmica e a exoneração do secretário.

O vídeo ganhou grande repercussão nas redes sociais e tanto o nome do secretário Alvim quanto o de Goebbels foram parar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Mulher foi atacada com facão pelo filho sem motivo após ele beber
AGLOMERAÇÃO
Bolsonaro abraça pessoas e posa para fotos em padaria de Brasília
CAMPO GRANDE
Condenado a 13 anos, homem é preso sete anos depois do crime
UFGD
Inscrições para contratação de professor visitante vão até o dia 17
RIBAS DO RIO PARDO
Caseiro atira contra ‘invasores’ e descobre que eram parentes do patrão
SOLIDARIEDADE
Campanha do Agasalho Abevê espere arrecadar 38 mil peças de roupa
DOURADOS
Inova Unigran desenvolve protótipos de protetores faciais para doação
ESTALIONATO
Produtor rural perde cerca de R$ 123 mil em golpe de venda de gado
RURAL
MS deve registrar safra de 11 milhões de toneladas, maios da história
TRÊS LAGOAS
Motorista é preso após digirir bêbado por mais de 30 quilômetros

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tenta desviar de buraco, é atropelada por carreta e morre
DOURADOS
Assassinos de homem no Parque das Nações roubaram celular de testemunha
DOURADOS
Na volta ao atendimento, populares formam filas longas em frente a agências bancárias
DOURADOS
Mulher morta em acidente cursava pedagogia e terá corpo levado a Naviraí