Menu
Busca sexta, 22 de junho de 2018
(67) 9860-3221
LAVA JATO

Moro impede uso de informações e provas contra colaboradores e empresas por parte de órgãos de controle

13 junho 2018 - 12h35Por G 1

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, vedou a utilização, por parte do Tribunal de Contas da União (TCU), do Banco Central e de outros órgãos da União, de informações e provas contra delatores e empresas que celebraram acordos de leniência com o Ministério Público Federal (MPF).

No decisão, proferida em abril e que se tornou pública nesta quarta-feira (13), Moro alterou nove decisões anteriores em que autorizou o compartilhamento de provas com esses órgãos. O uso de qualquer informação, agora, dependerá de autorização específica do juiz.

"A inaplicabilidade de sanções diretas ou indiretas aos colaboradores ou lenientes com base em provas e elementos probatórios colhidos ou ratificados em processos de colaboração é medida que tende a amplificar a eficácia dos acordos", disse Moro.
Ele afirmou ainda que o acordo envolve obrigações bilaterais entre as partes e garantias, tanto durante as tratativas, quanto na fase posterior à homologação judicial.

"Se, de um lado, o colaborador reconhece a sua culpa e participa da colehita e produção de provas, do outro lado, o órgão de persecução não só oferece benefícios como deve garantí-los", argumentou o juiz no despacho.

Sérgio Moro citou no despacho que os Estados Unidos possuem "entendimento mais assentado sobre a questão". A regra 410 do Federal Rules of Residence, segundo ele, prevê que é proibido o uso da prova colhida através de colaboração premiada contra o colaborador em processos civis e criminais.

O juiz federal destacou ainda que, de acordo com professores da Universidade Harvard, a interpretação, em breve síntese, tem como finalidade prover uma opção através da qual se possa obter todos os efeitos de uma convicção criminal sem que a admissão de culpa seja utilizada contra o colaborador em um caso subsequente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Vanessa Mesquita exibe corpo escultural e traça nova meta: "Motivada"
SOLTURA
Defesa de Lula busca concessão de prisão domiciliar junto ao STF
RURAL
Aprosoja realiza lançamento estadual da colheita do milho safrinha
FUTEBOL
Arbitral define detalhes da terceira fase da Copa Assomasul
CAMPANHA
“A vergonha é verde e amarela”, diz post do governo sobre assédio
UFGD
Inscrições para bolsa ao pesquisador ingressante terminam segunda-feira
BASE DE CÁLCULO
TST decide contra a Petrobras em causa trabalhista bilionária
COMÉRCIO ILEGAL
"Operação Alta Pressão" do Exército apreende 51 armas de fogo
CAMPO GRANDE
Doze anos após crime, homem é preso por estuprar criança de 5 anos
SELEÇÃO
Governo de MS abre processo seletivo para contratação de médicos

Mais Lidas

DOURADOS
Interno é encontrado morto em cela da PED
MS-164
Gaeco e PRF apreendem arsenal que seria levado até Minas
FURTOS
Moradores encontram casas furtadas em Dourados
FRONTEIRA
Homem é assassinado a tiros ao tentar defender filho